Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Rio é o estado nº 1 em mulheres empreendedoras

Rio é o estado nº 1 em mulheres empreendedoras
(Foto: Divulgação/Gov RJ).

O Diagnóstico do Empreendedorismo Feminino, divulgado no Palácio Guanabara, indica que o Rio de Janeiro lidera o ranking brasileiro de estados com maior número de mulheres à frente de negócios. Este levantamento, lançado na quinta-feira (21), foi realizado pela Secretaria da Mulher com o objetivo de fomentar a autonomia econômica das mulheres no estado, através da abertura de novos negócios e do fortalecimento do empreendedorismo feminino.

Conforme o estudo, o Rio de Janeiro conta com 941 mil mulheres em posições de liderança em negócios, representando 38% do total de empreendimentos no estado. Este número supera a média nacional de 34%. A faixa etária mais comum entre essas empresárias é de 35 a 44 anos. No que se refere ao setor de atuação, 68% delas estão no setor de serviços. Além disso, 52% se autodeclaram negras e 53% são as principais responsáveis pelo sustento financeiro de suas famílias.

O relatório também mostra que cerca de 85% dos negócios registrados no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) geridos por mulheres são liderados por empreendedoras individuais. Aproximadamente 9% desses negócios possuem de um a cinco funcionários e 66% operam de maneira informal.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

A análise desses dados auxilia no desenvolvimento e o reforço de políticas públicas voltadas para o empreendedorismo feminino, segundo o governador Cláudio Castro. Ele enfatizou a importância do empreendedorismo como ferramenta de transformação nas dimensões profissional, econômica, social e pessoal das mulheres. Durante o evento, Castro empossou 30 mulheres no Conselho Estadual do Empreendedorismo Feminino (CEEF), presidido por Heloisa Aguiar, a secretária da Mulher.

Heloisa Aguiar, por sua vez, ressaltou que o diagnóstico é o resultado de um esforço concentrado que teve início em novembro, durante o Mês Estadual da Mulher Empreendedora. Ela destacou a publicação como um mapeamento detalhado de oportunidades e desafios para a criação de políticas públicas inovadoras que sirvam de exemplo para todo o Brasil. A secretária reforçou a importância do recém-criado Conselho Estadual do Empreendedorismo Feminino, descrevendo-o como um instrumento plural, inovador e democrático para a promoção do desenvolvimento empresarial feminino no estado.

O conselho, que tem mandato de dois anos, atuará como órgão consultivo, auxiliando a Secretaria da Mulher na elaboração e promoção de políticas e diretrizes focadas no empreendedorismo feminino. Este esforço conjunto visa não apenas destacar o papel das mulheres no ambiente de negócios do Rio de Janeiro, mas também incentivar a sua participação ativa e liderança no cenário empresarial brasileiro.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado