Pesquisar
Close this search box.

Ponte em Baltimore: prejuízo estimado é de R$ 20 bilhões

Ponte Baltimore - EUA
(Imagem: reprodução/Youtube)

O navio porta-contêineres de 32 mil toneladas atingiu a ponte Francis Scott Key, localizada em Baltimore, nos Estados Unidos, levando ao desabamento na madrugada da última terça-feira (26). Isso resultou em possíveis perdas seguradas de até US$ 4 bilhões (R$ 20 bilhões), de acordo com a avaliação da Morningstar DBRS, uma agência global de rating de crédito, conforme relatado pelo portal especializado em resseguros, Reinsurance News.

Analistas calculam que o bloqueio do porto de Baltimore, decorrente do colapso da ponte, aliado à cobertura de interrupção de negócios, pode contribuir para essas perdas. Estima-se que a reconstrução da ponte possa consumir cerca de US$ 600 milhões (R$ 3 bilhões).

Mesmo no cenário mais otimista, as perdas seguradas superariam os US$ 1,5 bilhões (R$ 7,5 bilhões) gerados pelo naufrágio do Costa Concordia em 2012, que até então detinha o recorde de perdas seguradas marítimas.

A duração do bloqueio portuário ainda é incerta, suscitando preocupações sobre a possibilidade de se tornar o maior exemplo de interrupção de operações portuárias já registrado pelo mercado de seguros nos últimos anos, conforme reportagens especializadas.

Analistas preveem que um grande número de apólices será acionado, cobrindo áreas como responsabilidade civil, casco, propriedade, carga e interrupção de negócios. Apesar das perdas seguradas recorde, os analistas esperam que o impacto financeiro permaneça dentro dos limites de capacidade do mercado.

Bruce Carnegie-Brown, presidente da seguradora britânica Lloyd’s of London, expressou que, embora seja uma perda alta, potencialmente a maior já segurada no setor marítimo, está dentro dos parâmetros esperados.

O porto

Baltimore, o 11º maior porto dos EUA em termos de movimentação de contêineres, destaca-se pela exportação de automóveis, com mais de 750 mil veículos movimentados em 2023, de acordo com a Administração Portuária de Maryland. Além disso, é líder em volume para movimentação de máquinas agrícolas, construção e produtos agrícolas, e possui um terminal de cruzeiros, sendo o segundo porto mais movimentado para as exportações de carvão no ano passado, conforme a Reuters.

O desabamento da ponte resultou em um trágico incidente que lançou pessoas e veículos no rio. A imprensa internacional relata que oito pessoas estavam na ponte no momento do colapso, mas apenas duas foram resgatadas com vida.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado