Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Chevron e Ipiranga financiam retorno da Texaco ao Brasil

Chevron e Ipiranga licenciam Texaco no Brasil. (Imagem: Andrew Enns/Wikimedia Commons)
Chevron e Ipiranga licenciam Texaco no Brasil. (Imagem: Andrew Enns/Wikimedia Commons)

A Chevron e a Ipiranga firmaram um acordo para o licenciamento da marca Texaco no mercado de varejo de combustíveis no Brasil, marcando o retorno da Texaco após 16 anos. Em 2008, a Chevron havia vendido a rede de postos para o grupo Ultrapar, proprietário da Ipiranga.

Com o novo acordo, a Ipiranga será licenciada para comercializar e vender combustíveis da Texaco, além de operar as lojas de conveniência Star Mart. Segundo as empresas, os combustíveis vendidos nos postos Texaco contarão com a tecnologia Techron.

Chevron e Ipiranga licenciam Texaco

Bárbara Miranda, vice-presidente de Marketing e Desenvolvimento de Negócios da Ipiranga, comentou: “É uma oportunidade interessante para complementar nossa rede de postos, especialmente em mercados onde já temos força com a presença da marca Ipiranga. Usaremos nossa expertise, infraestrutura e credibilidade para apoiar o retorno da marca Texaco, que tem histórico de sucesso no mercado brasileiro”.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

A Chevron possui interesses em 19 blocos de exploração e produção de petróleo e gás em águas profundas na costa do Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul. Além disso, a empresa opera uma fábrica de aditivos para lubrificantes, a Chevron Oronite, no Pólo Petroquímico de Mauá, em São Paulo.

Mudanças na América Latina

No início do mês, Javier La Rosa assumiu o cargo de presidente da Chevron América Latina, com sede em Buenos Aires. La Rosa, que foi presidente da Chevron Venezuela por seis anos e já presidiu as filiais do Brasil e da Colômbia, agora lidera as operações da companhia na Argentina, Brasil, Colômbia, Suriname e Venezuela.

A Chevron e a Ipiranga já são sócias na Iconic, uma fabricante líder de óleos lubrificantes, fluídos e graxas. A rede de postos Ipiranga registrou um aumento de 2% no volume de vendas de combustíveis no primeiro trimestre, totalizando 5,68 milhões de metros cúbicos (m³).

Leia também:

EUA autoriza que Chevron importe petróleo da Venezuela

Impacto no mercado de distribuição

O retorno da Texaco ao mercado brasileiro é visto como um movimento estratégico para ambas as empresas. A parceria não só fortalece a presença da Texaco no Brasil, mas também oferece à Ipiranga uma oportunidade de expandir seu portfólio com uma marca internacionalmente reconhecida.

A Chevron, com suas operações diversificadas e participação significativa no setor de petróleo e gás, vê o acordo como uma chance de fortalecer ainda mais sua posição no mercado brasileiro, aproveitando a expertise e a infraestrutura robusta da Ipiranga.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado