Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Turismo de Gramado enfrenta prejuízo estimado em R$ 350 milhões

Turismo de Gramado enfrenta prejuízo estimado em R$ 350 milhões
(Foto: Divulgação/Prefeitura de Gramado).

Com a interdição do aeroporto Salgado Filho e bloqueios nas estradas, a cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul, enfrenta uma séria crise no turismo. Segundo Claudio Souza, presidente do Sindicato dos Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares da Região das Hortênsias, a previsão é de que as perdas econômicas possam alcançar R$ 350 milhões se a situação persistir até julho.

O fechamento do aeroporto Salgado Filho em Porto Alegre, principal via de acesso à região, foi provocado por enchentes que afetaram severamente a infraestrutura local. As estradas também sofreram com deslizamentos, complicando ainda mais a chegada de turistas.

Claudio Souza explicou que a baixa temporada, que normalmente já atrai menos visitantes, este ano será ainda mais prejudicada. “Esperávamos recuperar em maio e junho, mas com o acesso comprometido, a situação é crítica”, disse ele. De acordo com suas estimativas, apenas em maio, o prejuízo pode chegar a R$ 150 milhões, aumentando para R$ 200 milhões se a situação se estender até julho.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
estradas chuvas Gramado
(Foto: Divulgação/Prefeitura de Gramado).

A administração local e empresários estão buscando soluções para minimizar os impactos. A Base Aérea de Canoas é uma alternativa temporária para alguns voos comerciais, embora ainda não esteja operando a plena capacidade. A Fraport, responsável pela administração do aeroporto Salgado Filho, declarou que ainda não há previsão para a normalização dos serviços.

A situação atual em Gramado é comparada por muitos ao período da pandemia, onde o setor também sofreu enormemente. “É uma realidade muito dura. Temos muitos empregos dependendo diretamente do turismo aqui”, ressaltou Souza, referindo-se aos mais de 200 hotéis e 300 restaurantes que compõem a infraestrutura turística local.

O secretário de Turismo de Gramado, Ricardo Bertolucci Reginato, enfatizou que a cidade está pronta para receber visitantes assim que as condições permitirem. “Nossos pontos turísticos estão operacionais, mas o acesso é o grande problema agora. Estamos colaborando com todas as esferas do governo para encontrar soluções rápidas”, explicou.

Enquanto isso, o impacto das chuvas no estado como um todo continua a ser devastador. O governo do Rio Grande do Sul reportou mortes e milhares de desalojados devido às inundações. O estado está mobilizado para auxiliar as áreas mais afetadas e trabalha para restabelecer a normalidade o mais rápido possível.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado