Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Por que as ações da SpaceX são tão exclusivas?

Demanda alta e controle rígido de investidores

Exclusividade nas ações da SpaceX. (Imagem: Steve Jurvetson/Wikimedia Commons)
Exclusividade nas ações da SpaceX. (Imagem: Steve Jurvetson/Wikimedia Commons)

As ações da SpaceX são extremamente exclusivas e desejadas. A empresa mantém um rígido controle sobre sua base de investidores, limitando quem pode adquirir suas ações. Funcionários e executivos da SpaceX, bem como alguns investidores privilegiados, têm acesso limitado a esses papéis.

Demanda por ações

O apetite dos investidores pela SpaceX é enorme. A empresa, fundada por Elon Musk há mais de duas décadas, domina o mercado de lançamentos e sua divisão Starlink, de internet por satélite, é uma força industrial e geopolítica.

Durante anos, o valor da SpaceX só cresceu. Em 2022, a receita da empresa dobrou em comparação com o ano anterior, impulsionada pelo sucesso da Starlink. A valorização constante das ações tem permitido a executivos e funcionários venderem seus papéis a preços elevados.

Publicidade

Liquidez para funcionários

A SpaceX oferece aos seus funcionários oportunidades de liquidez através de eventos organizados pela própria empresa. Esses eventos permitem que funcionários atuais e antigos vendam suas ações, embora o acesso seja altamente controlado e muitas vezes ocorra de maneira informal.

A empresa monitora cuidadosamente quem pode comprar suas ações e impõe restrições rigorosas para manter o controle. Musk é tanto um atrativo quanto um risco para os investidores, com sua personalidade pública e declarações controversas frequentemente em destaque.

Leia também:

SpaceX é avaliada em US$ 137 bilhões após rodada de investimentos

Mercado secundário em crescimento

O mercado secundário para ações de empresas privadas, como a SpaceX, está crescendo rapidamente. Além disso, a Sacra, uma empresa de pesquisa em investimentos privados, estima que esse mercado atingirá US$ 64 bilhões este ano, um aumento de 40% em relação ao ano passado.

Destiny Tech100: acesso às startups de destaque

Em março, Sohail Prasad lançou o fundo Destiny Tech100, oferecendo uma oportunidade rara para investidores acessarem ações de startups de tecnologia de destaque. Este fundo inclui papéis de empresas como a SpaceX, a Stripe (empresa de pagamentos) e a OpenAI (inteligência artificial).

Prasa criou o Destiny Tech100 com a intenção de democratizar o acesso às ações de grandes startups de tecnologia. Normalmente, essas empresas de capital fechado têm um círculo restrito de proprietários, como fundadores, colaboradores e investidores de capital de risco. Nesse sentido, essas ações raramente são negociadas no mercado público, dificultando o acesso para investidores comuns.

Controvérsias e desafios

Logo após o lançamento do Destiny Tech100, surgiram desafios. Duas startups de tecnologia, Stripe e Plaid, informaram que o fundo não possuía ações delas legalmente. Um concorrente criticou o Destiny Tech100, descrevendo-o como “bom demais para ser verdade”. Além disso, o aplicativo de negociação de ações Robinhood interrompeu a compra de ações do fundo, alegando um erro ao adicioná-lo ao aplicativo.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado