Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Hurb e 123milhas: um ano depois, clientes aguardam reembolsos

Desafios continuam na recuperação de valores

recuperação judicial da 123 milhas
(Foto: Juca Varella/Agência Brasil).

Mais de um ano após o colapso de contratos de viagens com Hurb e 123milhas, consumidores ainda buscam maneiras de recuperar o dinheiro investido. Com pacotes de viagens cancelados e dificuldades no estorno dos valores, muitos enfrentam um longo processo de espera e frustração.

Contexto dos problemas

Hurb, anteriormente conhecido como Hotel Urbano, opera no mercado brasileiro desde 2011, oferecendo pacotes a preços promocionais. A crise iniciou em abril de 2023, quando o aumento nos custos de passagens e hospedagens forçou a empresa a cancelar ou adiar indefinidamente essas ofertas. Diversos clientes permanecem sem receber reembolsos, mesmo com a empresa tentando reagendar as viagens.

Paralelamente, a 123milhas, após enfrentar problemas similares, entrou com pedido de recuperação judicial em agosto de 2023. Isso complicou ainda mais a situação para os consumidores que haviam comprado pacotes e passagens.

conteúdo patrocinado

Opções legais para consumidores

A advogada Cláudia Roitman detalha que, devido à recuperação judicial da 123milhas, a melhor abordagem seria a judicialização dos casos para tentar forçar o cumprimento das ofertas ou a devolução dos valores. Além disso, para aqueles que não judicializaram suas demandas, a recomendação é tentar contatar a empresa diretamente.

Em contraste, Hurb não se encontra em recuperação judicial, o que oferece aos clientes uma chance teoricamente mais direta para reivindicar seus direitos. Contudo, Cláudia adverte que processos judiciais podem demorar entre um e três anos para serem resolvidos.

Posicionamento das empresas

Hurb ressalta seu compromisso em resolver os contratos já firmados e afirma estar trabalhando em uma força-tarefa para normalizar as operações. Em resumo, a empresa destaca por meio de nota que não comenta casos específicos ou processos judiciais em andamento, mas permanece aberta para prestar esclarecimentos às autoridades.

A 123milhas, por sua vez, aguarda a decisão judicial para avançar no seu processo de recuperação judicial, com o objetivo de reestruturar suas finanças e continuar operando. A empresa também enfatiza por meio de nota que solicitou o cancelamento das cobranças futuras junto às credenciadoras de cartões e outras instituições financeiras.

Leia também

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado