Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Luxo em garrafa: vinhos Barca Velha e Pêra Manca desembarcam no Brasil

Vinhos sazonais chegam ao Brasil em julho

Lançamento de vinhos premium. (Foto: Divulgação)
Lançamento de vinhos premium. (Foto: Divulgação)

O mercado de vinhos premium está em movimento com o lançamento dos vinhos sazonais Barca Velha e Pêra Manca. Os consumidores portugueses e brasileiros receberão os rótulos em datas próximas no mês de Julho. Produzidos apenas em anos de safra excepcional, esses vinhos sazonais possuem produções limitadas e altamente disputadas.

Espaço de tempo

Luís Sottomayor, enólogo da Casa Ferreirinha, conta que o Barca Velha não era produzido há quatro anos. Esse espaçamento faz colecionadores reservarem antecipadamente as garrafas, que custam cerca de R$ 10.860.

Nesse sentido, o Barca Velha é considerado por muitos o melhor vinho de Portugal e é produzido somente em anos excepcionais. Em 50 anos, portanto, houve cerca de 19 safras. Já o Pêra Manca, igualmente emblemático, tem uma história que remonta aos anos 1300.

Publicidade

Lançamento de vinhos premium: história do Barca Velha

Fernando Nicolau de Almeida, da Casa Ferreirinha, criou o Barca Velha em 1952 com o sonho de produzir um vinho que refletisse o terroir do Douro. De tal modo, eles elaboram o vinho com uvas das cepas Tinta Roriz, Tinto Cão, Touriga Franca e Touriga Nacional, principalmente da Quinta da Leda. Após a vinificação, o vinho estagia por 16 meses em barricas novas de carvalho francês. Só então é decidido se será um Barca Velha.

História do Pêra Manca

O Pêra Manca, por sua vez, produzido pela Fundação Eugênio de Almeida pela Adega Cartuxa, surgiu em 1990. Ele resulta do trabalho conjunto de Rosário do Colaço e Francisco Pimenta. Hoje, o enólogo Pedro Baptista é o responsável pelo vinho. O Pêra Manca tinto é feito com as uvas Trincadeira e Aragonez, enquanto o branco usa Antão Vaz e Arinto. Nesse sentido, a produção é minuciosa, com cada casta sendo vinificada separadamente e estagiando em tonéis de carvalho francês por 18 meses.

Leia também:

Previsão de chegada

Assim, o Pêra Manca tinto da safra 2018 deve chegar ao Brasil uma semana após seu lançamento em Portugal, previsto para o final de setembro, custando R$ 4.100. O Pêra Manca branco, com produção anual de 90 mil garrafas, custa cerca de R$ 950.

Por outro lado, muitas garrafas do Barca Velha esgotam-se antes mesmo de chegarem ao mercado. Eles lançarão o rótulo no Brasil em julho.

Pedro Baptista, enólogo da Adega Cartuxa, afirma que o tinto da safra 2018 do Pêra Manca chegará ao Brasil em setembro. Nesse sentido, o lançamento do vinho tinto não ocorre há três anos. A produção anual do Pêra Manca branco atinge 90 mil garrafas.

Evento Vinhos de Portugal

Além disso, as provas de vinhos com Sottomayor e Baptista no evento Vinhos de Portugal já estão esgotadas. Sottomayor falará sobre o Barca Velha na edição paulista, com degustação da safra 2015. Baptista apresentará o Pêra Manca tinto 2011 e o branco 2007 no Rio.

Degustação dos vinhos

De tal modo, para degustar o Barca Velha, recomenda-se harmonizar com pratos requintados de carne vermelha, carnes de caça e queijos intensos. O vinho, com sua complexidade e estrutura, merece acompanhamento à altura. Já o Pêra Manca tinto combina bem com carnes vermelhas grelhadas ou assadas, pratos intensos e sofisticados, embutidos e queijos maduros. O Pêra Manca branco, com sua acidez e frescor, vai bem com peixes e frutos do mar.

Outros vinhos com valores elevados

Por fim, o Mouchão, da Herdade do Mouchão, terá a safra 2015 lançada no próximo ano, com preço estimado de R$ 2.500. Outro fenômeno é o Júpiter, da Herdade do Rocim, lançado em junho de 2021 por 1.000 euros, cerca de R$ 6.100.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado