Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Coleta de Imposto de Renda não atinge meta esperada pela Receita

Declarações de IR ficam abaixo das projeções em 2024

Coleta de Imposto de Renda não atinge meta esperada pela Receita
(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil).

A Receita Federal contabilizou 42,4 milhões de declarações do Imposto de Renda para 2024, número que ficou abaixo da meta de 43 milhões estabelecida inicialmente. O processo, que começou em 15 de março, terminou à meia-noite do dia 31 de março.

Prorrogação no Rio Grande do Sul

Devido às intensas chuvas, a Receita Federal prorrogou o prazo para entrega das declarações para os contribuintes do Rio Grande do Sul, que agora têm até 30 de agosto para cumprir a obrigação. José Carlos Fonseca, supervisor nacional do IR, explicou que essa medida é necessária para apoiar os afetados pela adversidade climática.

 

Publicidade

Distribuição das declarações

Entre as declarações recebidas, 60,6% possuem imposto a restituir. Além disso, 20,5% dos declarantes precisarão efetuar pagamento ao fisco, enquanto 18,9% não têm imposto a restituir nem a pagar. A maioria, ou seja, 80%, foi realizada por meio do Programa Gerador da Declaração (PGD), facilitando assim o processo para muitos.

Revisão das regras de declaração

As regras para declaração sofreram mudanças. A Receita Federal elevou a faixa de renda isenta para dois salários mínimos, impactando diretamente o número de contribuintes obrigados a declarar. Além disso, ela ajustou para valores mais altos os limites para declaração de bens e rendimentos isentos, refletindo uma tentativa de se adequar às realidades econômicas atuais.

Apesar das melhorias no emprego e na renda, o aumento esperado no número de declarações não se concretizou. Muitos contribuintes continuam a declarar por necessidade de comprovação de renda, essencial para operações como financiamentos e abertura de contas bancárias.

Restituições

A partir da próxima segunda-feira, a Receita facilitará o envio de declarações retificadoras, permitindo aos contribuintes ajustar informações sem a imposição de multas. Este processo é vital para garantir a precisão dos dados fiscais. Além disso, o primeiro lote de restituição já foi liberado em 31 de maio, priorizando idosos e professores. Os pagamentos seguirão um calendário estabelecido até setembro.

Em resumo, a Receita Federal encontrou obstáculos para atingir a meta de declarações do Imposto de Renda devido às novas normativas e aos desafios climáticos. No entanto, continuam os esforços para adaptar e facilitar os procedimentos para todos os contribuintes, especialmente os mais afetados pelas condições adversas.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado