Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Amapá irá exportar 10 toneladas de açaí em pó para os EUA

Primeira remessa de açaí em pó alcançará R$ 2,4 milhões mensais

Amapá irá exportar 10 toneladas de açaí em pó para os EUA
(Foto: Reprodução/Governo do Estado do Amapá).

A região do Bailique, situada no Amapá, está prestes a realizar um avanço econômico e ambiental com a primeira exportação direta de açaí liofilizado para os Estados Unidos. Este mês, a cooperativa Amazonbai, que representa 144 ribeirinhos, exportará 10 toneladas de açaí em pó, uma inovação que promete transformar a economia local.

Potencial de mercado do açaí liofilizado

O presidente da Amazonbai, Amiraldo Picanço, comentou sobre o potencial do açaí liofilizado no mercado externo, especialmente em setores como o cosmético e farmacêutico. “A introdução deste produto inovador visa agregar valor ao nosso açaí, já altamente procurado por suas qualidades nutricionais e organolépticas”, explicou Picanço.

Experiência dos cooperados

Simone Lobato Calandrini, uma das cooperadas, compartilhou sua experiência com a coleta de açaí, atividade que desempenha desde a adolescência. “Apesar das dificuldades iniciais, hoje consigo coletar eficientemente, o que beneficia diretamente o sustento da minha família”, disse Calandrini.

Publicidade

 

Processo de transporte e produção

O transporte do açaí do arquipélago até a fábrica em Macapá é um processo que dura cerca de 12 horas por barco, seguido por transporte rodoviário até a instalação onde ocorre a liofilização. Este método de preservação mantém as propriedades essenciais do fruto, essencial para a aceitação no exigente mercado norte-americano.

Sustentabilidade

Além de impulsionar a economia local, a exportação também promove a sustentabilidade. A Amazonbai possui a certificação FSC de Manejo Florestal e Cadeia de Custódia, reconhecimento que reforça a qualidade e o compromisso ambiental do projeto.

O Brasil, que exportou 68,8 toneladas de açaí no ano passado, vê no Amapá e em seu manejo sustentável uma oportunidade de expandir ainda mais esse mercado. Além disso, os EUA, que absorvem mais de 90% das exportações brasileiras de açaí, representam um mercado robusto e em expansão para o produto.

Este novo empreendimento não apenas eleva o padrão de vida dos ribeirinhos, mas também posiciona o Amapá como um líder na produção sustentável e ética de açaí. Além disso, a inovação trazida pela liofilização e o esforço conjunto da comunidade local prometem um futuro próspero e duradouro para a região.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado