Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Pela primeira vez, tecnologia brasileira de prova de vida recebe atestado de segurança digital internacional

tecnologia brasileira de prova de vida
Foto: Divulgação

A Combate à Fraude é a primeira empresa brasileira com tecnologia própria de prova de vida a estar em conformidade com o padrão ISO/IEC 30107-3, que atesta a segurança de soluções biométricas de reconhecimento facial.

A solução de prova de vida da IDTech nacional especializada em tecnologias antifraude de identificação digital passou por uma série de avaliações que simularam várias tentativas de fraudadores usando fotos e vídeos falsos. Os resultados dos testes apontaram que um total de 0% dessas tentativas foram aprovadas pelo sistema da empresa.

Desenvolvida no país, a tecnologia de prova de vida da Combate à Fraude é utilizada por diversos varejistas, bancos, fintechs e empresas de serviços como forma de garantir a veracidade na identificação de pessoas no processo de cadastro (onboarding). 

conteúdo patrocinado

A conformidade da solução com o padrão ISO/IEC 30107-3 permite às empresas diminuir drasticamente as chances de fraudes de golpistas que tentam se passar por outras pessoas usando fotos de terceiros, documentos forjados, além de imagens e vídeos de outros sendo mostrados de um dispositivo móvel.

Além da questão da segurança, Rafael Viana, CTO da Combate à Fraude, lembra que a prova de vida também ajuda as empresas a evitar prejuízo financeiro. “É possível evitar que fraudadores abram, por exemplo, uma conta ou peguem empréstimos em um banco digital ou fintech”, diz o executivo.

Segundo um levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do serviço de proteção ao crédito, SPC Brasil, realizado em 2019, o prejuízo anual das companhias com fraudes chega a R$ 1,8 bilhão.

Os testes que atestam a qualidade biométrica da tecnologia da Combate à Fraude foram realizados pelo conceituado laboratório independente iBeta Quality Assurance. 

Números da Combate à Fraude em 2021

  • Mais de 9 milhões de análises efetuadas
  • 80 mil fraudes evitadas
  • R$ 500 milhões de prejuízo evitados às empresas
  • Novembro foi o mês com o maior número de reprovações de cadastros

O projeto foi encabeçado pelo CTO da empresa, junto com Álvaro Nolibos, engenheiro de software e líder do setor de inteligência artificial, Ricardo Garim, head de identidade digital, e Roberto Menegais, engenheiro de inteligência artificial. Ao todo, mais de 100 profissionais foram envolvidos no trabalho multidisciplinar.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado