Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Alta do e-commerce abre espaço para atuação de cibercriminosos

O e-commerce cresceu no Brasil em 2021 cerca de 38%, com faturamento na casa dos 300 bilhões de reais.

Nada mais tentador do que abrir uma rede social, um navegador e receber ali uma oferta imperdível do produto que você estava procurando. Com os algoritmos de reconhecimento de padrão cada vez mais refinados, é comum que recebamos todos os dias uma série de ofertas tentadoras.

Some-se a isso o fato de que, nos últimos anos, o brasileiro perdeu o medo de comprar pela internet. Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNN), o e-commerce cresceu no Brasil em 2021 cerca de 38%, com faturamento na casa dos 300 bilhões de reais.

Porém, junto com esse avanço, veio um campo fértil para a atuação de cibercriminosos em busca de dados pessoais, acesso a contas bancárias e outros tipos de fraudes cibernéticas que tiram o sossego do consumidor não apenas no Brasil, mas mundo afora.

Publicidade

Segundo relatório recém-publicado pela Apura Cyber Intelligence, empresa especializada em segurança cibernética e apuração de ameaças, o phishing, que é uma técnica de ciberameaça que visa enganar os usuários para literalmente “pescar” e coletar informações pessoais e dados bancários, teve um aumento de 295% nas ocorrências, sendo que muitas delas aconteceram através de falsos sites e anúncios de produtos vendidos na internet.

“É bem comum, por exemplo, um criminoso anunciar a venda de um serviço de telas falsas que permite o roubo de credenciais bancárias das vítimas, ou mesmo criar falsas ofertas e sites muito semelhantes aos de lojas verdadeiras, que são convincentes ao cliente e, no fim das contas, eles roubam todos os dados”, diz Sandro Süffert, CEO da Apura.

Ele também conta que os sites verdadeiros de e-commerce de grandes empresas são sempre alvos desses criminosos, que não medem esforços para quebrar sistemas de segurança e roubar dados cadastrais de clientes dessas grandes lojas.

Existem alguns hábitos muito importantes na hora de fazer compras na internet. Como tudo está conectado hoje em dia, um passo em falso pode abrir as portas para os cibercriminosos e a dor de cabeça depois disso é gigantesca.

A primeira medida é ficar atento a ofertas muito generosas. Outra dica dada pelos especialistas é nunca acessar sites, e-mails ou mesmo propagandas de origem duvidosa. A terceira dica é ter muito cuidado nos locais aonde serão inseridos os dados do cartão.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado