Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Magalu registra 56 bilhões de reais em vendas em 2021, cresce 28% no período

Escritórios Agabê (HB) da Magalu em Franca -SP (Foto: Germano Lüders/Wikipedia)

O Magalu divulgou nesta segunda-feira (14) à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) os resultados financeiros do quarto trimestre de 2021. A companhia comemora os números alcançados em um período extremamente desafiador, e segue sob o lema do crescimento sustentado, de longo prazo.

“Em 2021, consolidamos nossa estratégia de crescer baseados no desenvolvimento de um marketplace multicanal, que seja a porta de entrada para milhões de varejistas ainda analógicos”, diz Frederico Trajano, CEO do Magalu. “Batemos recordes importantíssimos e conseguimos tirar o melhor de cada área. E as aquisições que fizemos nos últimos dois anos para criar nosso ecossistema e diversificar as categorias de produtos vendidos vêm superando nossas expectativas.”

Em 2021, as vendas totais do Magalu – incluindo lojas físicas, e-commerce com estoque próprio (1P) e e-commerce do marketplace (3P) – totalizaram quase 56 bilhões de reais. O crescimento de 28% foi impulsionado pelo aumento de 39% das vendas online, que somaram 40 bilhões de reais e representaram 71% do GMV total da companhia. A expansão de quase 40% do e-commerce no ano passado ocorreu sobre uma base recorde de vendas online, que já tinham crescido 131% em 2020. O crescimento das vendas digitais do Magalu foi mais uma vez superior à do mercado brasileiro – de 27%, segundo a Neotrust – e o SuperApp da companhia ultrapassou 42 milhões de usuários ativos por mês. No ano, os canais digitais do ecossistema Magalu venderam mais de 200 milhões de itens.

Publicidade

As vendas das lojas físicas também registraram crescimento, de 5,8%. No quarto trimestre, as vendas cresceram 4% e atingiram 15,5 bilhões de reais, mesmo com a deterioração dos indicadores macroeconômicos – aumento da inflação e da taxa de juros –, que impactam diretamente as categorias de bens duráveis. Em 2021, o lucro da companhia atingiu 590 milhões de reais. No quarto trimestre, foi de 93 milhões de reais.

Marketplace superam GMV das lojas físicas, pela primeira vez

Se o e-commerce foi o motor do crescimento da companhia em 2021, o marketplace foi o motor da expansão do e-commerce. Os 160 000 sellers do marketplace Magalu totalizaram vendas de 13 bilhões de reais em 2021, valor 69% acima do ano anterior e quatro vezes o montante de 2019. Com o resultado, em fevereiro deste ano, o marketplace ultrapassou o GMV das lojas físicas da companhia pela primeira vez na história.

As 1.480 lojas físicas da empresa, rapidamente, estão ganhando um novo significado, conforme adquirem novas funcionalidades. Mais de 400 lojas já foram transformadas em ponto de expedição das vendas dos sellers do marketplace. Os sellers vendem pela internet, entregam seus produtos na loja (transformada em Agência Magalu), que despacha a encomenda para o cliente final por meio da malha logística da companhia.

Expansão

O Magalu é o maior ecossistema para comprar e vender no Brasil, uma plataforma digital, com pontos físicos e calor humano. Desde maio de 2011, a companhia é listada no Novo Mercado da B3. Nos últimos anos, fez diversas aquisições, consolidando sua presença nacional. Além de mais de 1.480 lojas em 21 estados do país, o Magalu conta com mais seis marcas online: Netshoes, Zattini, Shoestock, Época Cosméticos, Estante Virtual e KaBuM! – além de milhares de sellers em seu marketplace, a plataforma de delivery AiQFome e um SuperApp com mais de 37 milhões de usuários ativos.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado