Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Amazon emprega inteligência artificial para resumir avaliações de produtos

Uma das maiores iniciativas da Amazon para enfrentar a concorrência da Microsoft e da Alphabet, as quais desenvolveram poderosas tecnologias de IA recentemente.
Foto: Divulgação

A gigante do comércio eletrônico, Amazon, está experimentando a inteligência artificial (IA) na análise de feedback do cliente, uma estratégia que poderia revolucionar a forma como os consumidores fazem compras online. O recurso de IA é projetado para resumir as avaliações dos produtos, com o objetivo de economizar tempo para os clientes, que normalmente passam minutos, se não horas, lendo comentários antes de finalizar a compra.

Um exemplo claro disso pode ser visto na página do produto dos AirPods de terceira geração da Apple. Com mais de 4.000 avaliações de usuários, a IA agora é capaz de sintetizar esses comentários em um resumo informativo. Os fones de ouvido sem fio “receberam feedback positivo dos clientes em relação à qualidade do som e duração da bateria”, lê o resumo. No entanto, as opiniões são mistas em termos de desempenho, durabilidade, ajuste, conforto e valor.

Este novo esforço, relatado pela primeira vez pela CNBC, é o último exemplo de como a Amazon está incorporando IA generativa em seus serviços. A iniciativa tem o potencial de ajudar os clientes a avaliar rapidamente os prós e contras de vários produtos. Ainda assim, existem limitações.

Publicidade

O texto gerado pela IA pode ser ambíguo. Por exemplo, em relação aos AirPods, a sinopse afirma que “todos os clientes que mencionaram estabilidade tiveram uma opinião negativa sobre isso”. Outras preocupações incluem o tom do texto gerado pela IA, sua precisão e a possibilidade de se omitir detalhes cruciais.

No entanto, a Amazon não é a única empresa que emprega IA generativa para melhorar a experiência de compra. A Shopify e a Instacart também estão usando a tecnologia para ajudar a informar as decisões de compra dos clientes. O eBay, por exemplo, lançou recentemente uma ferramenta de IA para ajudar os vendedores a gerar descrições de produtos.

O CEO da Amazon, Andy Jassy, ​​reafirmou o compromisso da empresa com a tecnologia em uma carta aos acionistas em abril, expressando planos de continuar “investindo pesadamente” na IA. Rumores indicam que a Amazon está trabalhando para integrar recursos de pesquisa semelhantes ao ChatGPT em sua plataforma de comércio eletrônico e planeja usar IA generativa para levar a linguagem de conversação a um robô doméstico.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado