Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Transição sustentável: Governo brasileiro prioriza produção de carros elétricos e baterias de lítio

(Foto: Kindel Media/pexels)

O governo federal anunciou prioridade no desenvolvimento de uma indústria para a produção de carros elétricos, com o objetivo de estabelecer o Brasil como um centro produtor de baterias de lítio. O intuito é viabilizar a fabricação e a comercialização de veículos elétricos, incentivando a transição para uma frota mais sustentável.

Durante a abertura do evento “Anfavea: Conduzindo o Futuro da Eletrificação no Brasil”, promovido pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores em Brasília, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, enfatizou a importância estratégica do lítio na cadeia de produção de baterias para carros elétricos.

O evento, que reúne autoridades e empresários para debater experiências internacionais em mobilidade elétrica, produção local de veículos elétricos e baterias, cadeia de fornecimento, infraestrutura energética e novas tecnologias, reflete o compromisso do Brasil com a liderança rumo a um futuro mais sustentável na indústria automotiva.

Publicidade

Silveira destacou que o Brasil tem se empenhado no desenvolvimento da cadeia produtiva do lítio, elemento crucial para a eletrificação da frota de veículos. Como o país possui uma abundante quantidade desse recurso em seu território, tem potencial para se tornar um hub de produção de baterias. Essa iniciativa poderia impulsionar a economia, gerar empregos e renda, e ainda contribuir para a descarbonização dos transportes.

O ministro enfatizou que, embora o Brasil já domine a tecnologia para a produção de baterias de lítio, é necessário alcançar uma escala que aumente a competitividade e torne essa tecnologia mais acessível à população. Ressaltou ainda que o país não deixará de lado os biocombustíveis, comprometendo-se com a transição energética e a redução das emissões de carbono.

Silveira exaltou a matriz elétrica do Brasil, composta por 88% de fontes limpas, e ressaltou a vantagem competitiva do país no setor de biocombustíveis, principalmente com o uso de etanol. No entanto, afirmou ser necessário investir em tecnologia, eficiência e sustentabilidade nesse setor, com o objetivo de gerar empregos, reduzir preços para os consumidores e diminuir a pegada de carbono.

O ministro informou que o governo está finalizando o chamado PL dos Combustíveis do Futuro, após uma ampla discussão com vários atores da indústria automotiva. Essa legislação visa abrir novas possibilidades para os setores de aviação e transporte terrestre, impulsionando ainda mais a economia e a geração de empregos no país.

Silveira destacou que as ações em andamento permitirão ao Brasil ser um protagonista no crescimento da economia verde, além de investir na pesquisa mineral e no desenvolvimento da cadeia produtiva de minerais estratégicos para veículos elétricos.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado