Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

CSN Mineração Lucro 2T23: Queda de 40% anual e 4,4% trimestral

Vale e Porto de Açu
Foto: CSN/Divulgação

A CSN Mineração (CMIN3) divulgou em seu relatório na quarta-feira (02/08) um lucro líquido de R$ 494,2 milhões no segundo trimestre de 2023 (2T23). O volume representa uma queda significativa de 40% em comparação com o mesmo período do ano anterior, quando a empresa registrou um lucro de R$ 826 milhões. Em relação ao trimestre anterior, houve uma diminuição de 4,4%. A menor rentabilidade é atribuída à redução do preço do minério e pressão negativa dos preços provisórios.

A receita líquida ajustada da empresa totalizou R$ 3,611 bilhões no 2T23, 12,2% inferior à registrada no trimestre anterior, mas 40% maior que a do 2T22. A expectativa do mercado, segundo levantamento da Bloomberg, estava em lucros de R$ 701 milhões, tornando o resultado abaixo das previsões.

O Ebitda Ajustado (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 1,098 bilhão, com margem Ebitda trimestral de 30,4%. Esse número foi 18,7 p.p. abaixo do registrado no 1T23, mas teve alta de 21% em relação ao 2T22.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

A CSN Mineração atribuiu a queda de rentabilidade à redução do preço do minério, que foi agravada pela pressão negativa dos preços provisórios. Este cenário representa uma desaceleração em relação ao desempenho anterior da companhia, sinalizando um mercado de minério mais desafiador.

Segundo Jackson Pereira Jr., articulista de negócios Economic News Brasil, os resultados da CSN Mineração no 2T23 refletem uma complexa combinação de fatores, incluindo a volatilidade dos preços do minério e as condições econômicas em constante mudança. A queda no lucro líquido e as flutuações nas margens Ebitda demonstram os desafios que a empresa e o setor de mineração enfrentam, mas também ressaltam a importância de estratégias robustas e flexíveis em um ambiente de mercado em constante evolução.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado