Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Meta bloqueia notícias durante crise de incêndios

Foto de Julio Lopez/Pexels

A gigante da tecnologia Meta encontra-se no centro de uma controvérsia no Canadá, acusada de colocar vidas humanas em risco ao bloquear links de notícias em suas plataformas Facebook e Instagram. A medida foi tomada em meio à crise de incêndios florestais que assola o país, deixando milhares de pessoas em busca de informações atualizadas em situação de emergência.

A situação tem sido descrita como “perigosa” por Kelsey Worth, moradora de Yellowknife, uma das cidades que recebeu ordens de evacuação nos Territórios do Noroeste. Worth expressou a dificuldade de encontrar informações confiáveis sobre os incêndios, que têm impactado áreas do Canadá, incluindo o território semiártico.

O bloqueio dos links de notícias teve início em 1º de agosto em resposta à nova lei canadense que determina que grandes empresas de tecnologia paguem aos veículos de comunicação pelo conteúdo compartilhado em suas plataformas. Essa legislação, inspirada em um modelo similar adotado na Austrália, visa apoiar a imprensa em dificuldades no país.

A Meta, entretanto, argumenta que a lei está equivocada e defende que os veículos compartilhem seus conteúdos nas plataformas da empresa para atrair leitores, o que, segundo ela, é benéfico para todos os envolvidos.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, criticou abertamente a Meta, destacando que é “inconcebível que uma empresa como o Facebook escolha colocar os lucros corporativos” acima da segurança das pessoas.

A controvérsia acontece enquanto vários países do mundo, incluindo o Brasil, discutem a importância da regulamentação sobre as gigantes da tecnologia, buscando estabelecer responsabilidades a elas enquanto veículos de comunicação. Quase 80% das receitas de publicidade na Internet no Canadá são direcionadas para a Meta e o Google, outra empresa que também manifestou preocupações em relação à nova lei.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado