Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Furacão Idalia mais “barato” do que o esperado nos EUA

(Foto: Reprodução/Internet)

O furacão Idalia, que recentemente atingiu os Estados Unidos, causou danos significativos. Entretanto, especialistas da Moody’s Analytics sugerem que o custo dos estragos será consideravelmente inferior ao de outros furacões recentes.

De acordo com estimativas preliminares da Moody’s, o furacão Idalia resultou em danos e perdas de produção que variam de US$ 12 bilhões a US$ 20 bilhões. Embora seja uma cifra substancial, ela é muito menor quando comparada a furacões anteriores. O furacão Ian, por exemplo, devastou o oeste da Flórida no ano passado. Ele acumulou danos totais estimados em US$ 112,9 bilhões nos Estados Unidos, tornando-se o terceiro furacão mais caro já registrado no país.

Os especialistas apontam para dois fatores que contribuíram para a redução do custo dos danos causados pelo furacão Idalia. Em primeiro lugar, a tempestade se moveu relativamente rápido pela região, diminuindo o tempo de exposição aos elementos destrutivos. Em segundo lugar, a área costeira atingida, conhecida como Big Bend, possui uma população e infraestrutura substancialmente menores em comparação com outras regiões atingidas por furacões devastadores.

Publicidade

Adam Kamins, diretor de economia regional da Moody’s Analytics, observou que a maior parte dos danos veio de uma ampla área multiestadual que sofreu danos significativos, mas não catastróficos. Ele acrescentou que os valores das propriedades em Big Bend são mais baixos do que em outras partes do estado. Ou seja, isso contribui para a redução das estimativas de danos.

No entanto, Kamins ressaltou que, à medida que as mudanças climáticas levam a tempestades mais frequentes e intensas, eventos como o furacão Idalia podem se tornar mais comuns no futuro. A Moody’s RMS planeja divulgar estimativas oficiais de perdas seguradas nas próximas duas semanas, fornecendo uma imagem mais clara do impacto financeiro da tempestade

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado