Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Consequências: Maxmilhas e sua recuperação judicial

Foto: pexels

Em uma reviravolta no cenário do turismo envolvendo as empresas do grupo 123milhas, a Maxmilhas apresentou um pedido de recuperação judicial com urgência nesta quinta-feira (21).

Impasses no processo de recuperação judicial

A Maxmilhas, anteriormente ausente do processo, agora busca o deferimento da recuperação judicial com antecipação dos efeitos. Isso implica na ativação do período de blindagem de 180 dias para evitar que os credores executem dívidas.

A empresa apontou uma dívida de R$ 226 milhões. Além da agência de viagem, a Lance Hotéis, que foi adquirida pela Maxmilhas, também está no requerimento.

Publicidade

Prejuízos se somam

A Maxmilhas havia alegado que seus negócios estavam em crescimento quando a 123milhas solicitou a recuperação judicial. No entanto, a empresa agora afirma que está sofrendo os efeitos da crise econômico-financeira que motivou o pedido de recuperação da parceira.

Na quarta (20), a Justiça de Minas Gerais chegou a suspender provisoriamente a recuperação judicial da 123 Milhas, atendendo a um pedido do Banco do Brasil, credor da empresa. Somados os prejuízos anunciados, a dívida já ultrapassam R$ 2,5 bilhões.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado