Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Apps de transporte oferecem valor fixo por hora a motoristas

Apps de transporte negociam com motoristas
Foto: Uber/Divulgação

De acordo com uma fonte próxima das negociações, os apps de transporte, como Uber e 99, lançaram a proposta de fixar a remuneração dos motoristas. O valor é de R$ 30 por hora trabalhada, mas, apesar disso, as empresas continuam se recusando a estabelecer um vínculo empregatício.

Até o momento, não há uma proposta final por parte dos moto-entregadores (Ifood, Rappi, Loggi, entre outros).

Na semana anterior, trabalhadores por aplicativo e as plataformas não chegaram a um consenso sobre a regulamentação da categoria. Segundo relatos de motoristas, a proposta apresentada na última semana não foi aceita pelas empresas.

conteúdo patrocinado

Marcelo Chaves, presidente do representante do sindicato (Sindmaap-DF), explicou que a proposta estava acordada, mas os representantes das empresas solicitaram mais tempo para apresentar uma nova solução. Ele também afirmou que as empresas haviam acertado um prazo com o chefe do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Luiz Marinho, para apresentar uma contraproposta. No entanto, em caso de não-acordo, a responsabilidade passa a ser do governo federal.

Por outro lado, a Associação Brasileira de Mobilidade e Tecnologia (Amobitec), que representa os aplicativos, negou ter estabelecido esse prazo. Além disso, destacou a necessidade de mais tempo para discutir as soluções.

A Amobitec informou que está participando de um Grupo de Trabalho Tripartite criado pelo governo federal para debater a regulamentação dos apps de transporte.

“A entidade informa que as discussões entre as partes continuam para a análise detalhada das propostas e de seus impactos. A Amobitec reforça seu interesse em colaborar para a construção de um modelo regulatório que busque ampliar a proteção social dos profissionais e garanta um ecossistema equilibrado para motoristas, passageiros e apps.” diz a nota da Associação.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado