Geraldo Alckmin debate comércio exterior competitivo no 42ª Enaex

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Comércio exterior competitivo foi o tema central do 42º Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex), delineando os trilhos para um futuro sustentável e robusto no cenário econômico brasileiro. O evento, acolhido pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) nos dias 5 e 6 de outubro no Expo Mag, Rio de Janeiro, convergiu olhares de especialistas, autoridades e entusiastas da área, destacando-se a presença e contribuição do vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, que também comanda o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MIDIC)

Ao navegar pelo cenário de desenvolvimento sustentável no comércio, Alckmin, também ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, proferiu perspectivas audaciosas e pragmáticas sobre a habilidade competitiva do Brasil na esfera internacional. Otimismo foi expresso em relação ao acordo Mercosul-União Europeia, a despeito dos desafios ambientais propostos pelo bloco europeu, realçando a assertiva de que um dólar circundando R$ 5,10 pode, de fato, pavimentar um caminho para a almejada competitividade internacional.

O Enaex, um fórum que há décadas tem sido palco para estratégias de negócios internacionais, serviu como um espelho para os atuais desafios enfrentados pelo país em matérias de exportação, logística e cenários geopolíticos instáveis. Assim, discutir e projetar os caminhos para o agronegócio em meio à instabilidade mundial e analisar os impactos das transformações geopolíticas no Brasil figuraram como pautas de fundamental importância durante os debates.

Numa escalada para robustecer o comércio exterior competitivo, temas como expansão de exportações manufaturadas, redução de custos logísticos e aprimoramento da matriz de transporte foram eixos de discussões ardentes e vitais. Este encontro, consolidado desde 1972, vislumbra, através de interações e diálogos entre empresariado e autoridades governamentais, a formulação e implementação de políticas e ações que potencializam a inserção competente e sustentável do Brasil no teatro internacional.

Num panorama mais amplo, o Enaex reuniu uma variedade de segmentos atuantes no comércio exterior brasileiro, esquadrinhando estratégias destinadas ao seu fortalecimento. Ponderações sobre obstáculos que desaceleram a competitividade de nossos produtos e serviços, tal como o sistema tributário, burocracia, e custos financeiros, foram cruciais para esboçar um mapa de atuação que almeja a elevação da estatura do Brasil no contexto de comércio global.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado