Pesquisar
Close this search box.

Fitch altera rating do Bradesco para negativo

Bradesco
Foto: Divulgação/Bradesco

A Fitch Ratings, uma das principais agências de classificação de risco, anunciou nesta quinta (21) uma mudança significativa no rating do Bradesco. A perspectiva de avaliação do banco foi alterada de estável para negativa. Essa decisão reflete preocupações crescentes com a qualidade e rentabilidade dos ativos do banco, que parecem ter se deteriorado mais do que o esperado anteriormente.

O que afetou o rating do Bradesco

Um dos principais motivos para essa revisão negativa é o aumento significativo nos atrasos nos pagamentos de empréstimos de varejo. Isso acontece especialmente nos empréstimos não garantidos no segmento de baixa renda. Esse cenário pressionou ainda mais a qualidade dos ativos do banco, que já estava sob impacto negativo devido a um impairment específico, possivelmente relacionado ao caso Americanas (AMER3), embora a Fitch não tenha mencionado nomes explicitamente.

Consequências para a qualidade de ativos e rentabilidade

Esses desafios resultaram em provisões adicionais para o banco, o que, combinado com um apetite de crédito mais limitado, comprimiu as margens e afetou negativamente a rentabilidade do Bradesco. A deterioração na qualidade dos ativos, juntamente com o aumento das despesas, aponta para um cenário desafiador para o banco nos próximos anos.

Medidas do Bradesco para Confrontar os Desafios

O Bradesco já está tomando medidas significativas para melhorar seu rating e enfrentar esses desafios. No entanto, a Fitch acredita que as despesas gerais do banco ainda aumentarão em 2024. A agência avalia ainda que os resultados relevantes da recuperação só começarão a entrar em vigor em 2025. Isso indica que, embora o banco esteja ativo na gestão de seus desafios, os efeitos de suas ações podem levar algum tempo para se materializar.

Projeções Futuras e Expectativas da Fitch para 2024 e 2025

Olhando para o futuro, a Fitch projeta um aumento nas despesas gerais do Bradesco em 2024, com uma recuperação mais tangível esperada apenas para 2025. Isso sugere que o banco pode enfrentar um período prolongado de ajustes e reestruturações antes de ver uma melhora significativa em sua situação financeira e na qualidade de seus ativos.

Essa revisão da Fitch sobre o Bradesco destaca a importância da gestão de riscos e da qualidade dos ativos no setor bancário, especialmente em um cenário econômico incerto e desafiador. Acompanhar essas mudanças será crucial para investidores e stakeholders do Bradesco nos próximos anos.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado