Pesquisar
Close this search box.

Inadimplência no Brasil cresce em janeiro, aponta Serasa

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Serasa registrou um aumento na inadimplência no Brasil em janeiro deste ano, atingindo 72,07 milhões de consumidores, comparado a 70,09 milhões no mesmo período do ano anterior. Essa alta ocorre após dois meses de queda consecutiva.

Principais Causas

Os motivos principais para o endividamento, identificados tanto em 2022 quanto em 2023, foram o desemprego e a redução na renda. O desemprego, responsável por 29% dos casos em 2022 e 22% em 2023, e a redução de renda, citada por 12% em 2022 e aumentando para 20% em 2023, destacam-se como os principais impulsionadores da inadimplência.

Dívidas Prevalentes

O cartão de crédito permanece sendo a principal fonte de dívida, com 55% dos inadimplentes apontando-o como o maior causador de seus débitos em 2022. A prática de parcelamento de compras é comum, especialmente pela falta de recursos para pagamento à vista.

Satisfação Financeira

A pesquisa da Serasa revelou baixos índices de satisfação com as finanças pessoais, especialmente entre as mulheres das classes C, D, e E, das quais apenas 11% se disseram satisfeitas, e entre homens e mulheres dessas classes, com 12% de satisfação.

Medidas Sugeridas

Renato Meirelles, presidente do Instituto Locomotiva, propõe várias medidas para combater a inadimplência. Entre elas, destacam-se o combate ao desemprego, a educação financeira, o microcrédito e a proteção ao consumidor. Meirelles enfatiza que a renda baixa e os altos juros são fatores críticos para o endividamento, além da importância de se promover o crédito consciente e proteger os consumidores contra práticas abusivas.

Perspectivas Futuras

As estratégias para enfrentar a inadimplência no Brasil devem incluir políticas públicas eficazes para geração de emprego, formalização do mercado de trabalho, e a implementação de programas de educação financeira. Além disso, o acesso ao microcrédito e a promoção de um crédito mais responsável são essenciais para a recuperação financeira dos inadimplentes. Fortalecer a proteção do consumidor contra o endividamento excessivo também se faz necessário.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado