Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

OMC prevê recuperação lenta e constante do comércio global

comércio global
(Foto: Divulgação/ONU)

A Organização Mundial do Comércio (OMC) sugere uma recuperação no comércio global de mercadorias nos próximos anos, após uma contração de 1,2% em 2023. Esta contração marca um dos poucos recuos nas últimas três décadas. Para 2024 e 2025, a OMC ajustou suas previsões para um crescimento de 2,6% e 3,3%, respectivamente.

Influência da inflação na recuperação

Um dos pilares dessa recuperação prevista é o alívio das pressões inflacionárias. A estabilização dos preços pode favorecer o comércio internacional, facilitando as trocas comerciais e, consequentemente, estimulando a economia mundial.

Entretanto, a OMC destaca desafios que podem afetar essa trajetória de crescimento. Entre eles, o aumento do protecionismo e as tensões geopolíticas, que têm o potencial de fragmentar o mercado global. Especial atenção é dada à crise no Oriente Médio, onde incidentes envolvendo navios comerciais no Mar Vermelho já impactaram o comércio entre Europa e Ásia.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Histórico do comércio global

Historicamente, o comércio global enfrentou quedas marcantes somente durante eventos críticos, como a pandemia de COVID-19 em 2020 e a crise financeira de 2009. A recente previsão de queda em 2023 se alinha a esses eventos, destacando a raridade de tais desacelerações.

Variações nas previsões e a situação do Mar Vermelho

Para 2024, a OMC indica que os resultados podem variar, com uma projeção que vai de uma queda de 1,6% a um aumento de 5,8%. O Mar Vermelho, uma rota essencial por onde passam cerca de 12% do comércio global, viu uma redução no transporte marítimo, embora não uma paralisação completa. As taxas de frete marítimo, apesar dos desafios, permaneceram estáveis.

Perspectiva de longo prazo e impactos globais

O economista-chefe da OMC, Ralph Ossa, mencionou que, apesar dos sinais de fragmentação, não há evidência de desglobalização. A previsão de um impacto até 5% no PIB global, em caso de divisão completa em blocos geopolíticos, reflete a gravidade dos riscos atuais ao comércio mundial.

Foco na cooperação e no futuro

O panorama para o comércio global exige não apenas vigilância frente aos desafios atuais mas também um esforço concentrado em promover a cooperação internacional. A capacidade de manter abertas as linhas de comércio, apesar das tensões geopolíticas e econômicas, será fundamental para assegurar um futuro de crescimento e estabilidade econômica.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado