Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Ibovespa cai 0,27% à espera da ata do Federal Reserve

Yduqs lidera altas; Suzano cai com proposta de aquisição

B3 - Ibovespa - Petrobras
(Imagem: divulgação/Ibovespa)

Nesta terça-feira (21), o Ibovespa fechou estável, com os investidores cautelosos à espera da ata do Federal Reserve, que será divulgada amanhã. O índice encerrou o dia com uma leve queda de 0,27%, situando-se em 127.411,55 pontos.

O destaque positivo do dia Ibovespa foi a Yduqs (YDUQ3), que subiu 10,22%. A empresa de educação anunciou um guidance com projeção de até R$ 10 bilhões de fluxo de caixa operacional acumulado para os próximos cinco anos. Além disso, a companhia divulgou uma previsão de lucro líquido por ação entre R$ 1,60 e R$ 1,90 para o ano de 2024, impulsionando a confiança dos investidores.

As mineradoras também apresentaram bom desempenho, beneficiadas pela alta do minério de ferro. Assim, as ações da CSN Mineração (CMIN3) avançaram 2,42%, Usiminas (USIM3) subiu 1,99% e CSN (CSNA3) teve alta de 0,89%. O movimento reflete a valorização das commodities no mercado internacional.

Publicidade

Na ponta negativa, Suzano (SUZB3) registrou uma queda de 3,72%. A retração ocorreu após a divulgação de uma proposta de aquisição pela International Paper, que, está discutindo com os consultores a possibilidade de melhorar a oferta de US$ 15 bilhões. Sendo assim, o mercado recebeu a decisão da Suzano com receio e analistas consideraram a proposta agressiva.

Expectativa pela ata do Fed

A expectativa pela ata do Federal Reserve mantém os investidores em alerta. O documento pode trazer novas pistas sobre os próximos passos da política monetária dos Estados Unidos, influenciando diretamente o mercado financeiro mundial.

Ao longo do dia, a cautela prevaleceu, com os investidores preferindo adotar uma postura mais conservadora enquanto aguardam as decisões do banco central americano. A divulgação da ata pode impactar as próximas movimentações do mercado, tanto nacional quanto internacionalmente.

Leia também:

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado