Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Ivan Boesky, símbolo da ganância de Wall Street, morre aos 87 anos

Ivan Boesky: a trajetória do financista e escândalos de Wall Street

Morre Ivan Boesky. (Imagem: Divulgação/IMDb)
Morre Ivan Boesky. (Imagem: Divulgação/IMDb)

Ivan Boesky, financista que simbolizou a ganância de Wall Street nos anos 80, morreu aos 87 anos em sua casa, em La Jolla, San Diego, Estados Unidos. Sua filha, Marianne Boesky, confirmou que ele faleceu enquanto dormia na segunda-feira (20).

Ascensão e fortuna

Nos anos 80, Boesky acumulou uma fortuna ao apostar em dicas de ações muitas vezes obtidas ilegalmente. Além disso, no auge, em meados da década de 1980, ele tinha um patrimônio líquido de US$ 280 milhões e uma carteira de investimentos de US$ 3 bilhões. De tal maneira, suas propriedades incluíam uma residência no Condado de Westchester, Nova York, e imóveis na Riviera Francesa, Paris e Havaí.

Escândalos e prisão de Ivan Boesky

Boesky foi protagonista de um dos maiores escândalos de insider trading da história de Wall Street. Em novembro de 1986, ele se declarou culpado de uso de informações privilegiadas e foi multado em US$ 100 milhões. Com isso, sua confissão desencadeou uma série de eventos que expuseram a corrupção no mercado financeiro. Ademais, Boesky cooperou com os investigadores, fornecendo informações que levaram à queda do banco de investimentos Drexel Burnham Lambert e de Michael Milken.

Publicidade

Além disso, o SEC (Securities and Exchange Commission) dos EUA intensificou as investigações de defesa comercial contra a prática de dumping. Boesky ajudou os investigadores a compreender a extensão dos abusos em Wall Street, levando à implementação de medidas regulatórias mais rigorosas.

Leia também:

Wall Street em queda: divergências no Fed impactam mercado

Impacto na cultura popular

Boesky inspirou o personagem Gordon Gekko, interpretado por Michael Douglas no filme “Wall Street” (1987), famoso pelo discurso “a ganância é boa”. Essa frase foi baseada em um discurso de Boesky na Universidade da Califórnia, em Berkeley, em 1986, onde ele disse que “a ganância é saudável”.

Vida pessoal e declínio

Após sua prisão, Boesky passou dois anos na prisão federal de Lompoc, Califórnia. A justiça norte-americana o libertou em 1990. No ano seguinte, sua esposa de 30 anos, Seema Boesky, pediu o divórcio. O casal teve quatro filhos: William, Marianne, Theodore e John. Boesky viveu tranquilamente em La Jolla até sua morte.

Legado e consequências

Dessa forma, o impacto de Boesky em Wall Street e na cultura popular permanece. Sua história serviu de alerta sobre os perigos da ganância desenfreada e a necessidade de regulamentos rigorosos no mercado financeiro. Além disso, sua colaboração com as autoridades ajudou a moldar políticas mais rigorosas contra abusos no mercado financeiro, deixando um legado complexo e duradouro.

Analogamente, Boesky trouxe um estilo agressivo para o mundo da arbitragem, acumulando posições em ações em níveis inéditos. Sua confissão de culpa em 1986 marcou o fim de uma década de atividades frenéticas de aquisição e a celebração da riqueza conspícua.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado