Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Sicredi registra crescimento em principais indicadores

No Amazonas, a Sicredi mostrou aumento em indicadores-chave.

(Foto; Sicredi/Divulgação)
(Foto; Sicredi/Divulgação)

Com 2,7 mil agências distribuídas em mais de duas mil cidades em todo o País, o Sicredi registrou forte ritmo de expansão em 2023, e apresentou crescimento nos principais indicadores. Os ativos da instituição financeira cooperativa totalizaram R$ 324,6 bilhões, aumento de 23,2% em relação ao ano anterior. No Amazonas, o indicador seguiu a curva ascendente e avançou 33%, ao totalizar R$ 196,1 milhões em ativos em 2023.

A carteira de crédito, termômetro para mensurar o apoio do Sicredi às atividades econômicas dos associados, obteve alta de 21,4% no País, chegando a R$ 210,5 bilhões, abrangendo os segmentos pessoas físicas, empresas e agro. Em território amazonense, a carteira de crédito total atingiu o saldo de R$ 249,3 milhões em 2023, aumento de 60% sobre o ano anterior.

A carteira de crédito geral registrou R$ 206,6 milhões (83% da carteira), evolução de 49% sobre 2022. Nele incluem-se as carteiras para empresas e pessoas físicas. Quando o assunto é pessoa jurídica, público que registra evolução significativa na demanda por recursos, o Sicredi atingiu o marco de R$ 116,4 milhões no saldo da carteira no Amazonas, atendendo cerca de 3 mil operações. Deste montante, 62,7% do saldo foi contratado por micro, pequenas e médias empresas (R$ 73,1 milhões), que responderam por 93% das operações (2,8 mil).

Publicidade

Em todo o País, o saldo da carteira de crédito do Sicredi para pessoas jurídicas fechou 2023 em R$ 66,3 bilhões, alta de 20,2%. Vale lembrar que, no ano passado o Sicredi foi o principal agente repassador de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no total de R$ 8,2 bilhões (52% a mais que em 2022) em operações para pessoas físicas e jurídicas de micro, pequeno e médio portes, além de produtores rurais.

Já a carteira agro chegou a R$ 40,7 milhões no último ano (17% da carteira), crescimento de 41% em relação ao ano anterior. O montante da carteira agro inclui crédito rural, Cédula do Produtor Rural (CPR), moeda estrangeira e direcionados, resultado que manteve o Sicredi como a 2ª maior instituição financeira em concessão de crédito para o público agro no Brasil.

“A cada ano observamos uma maior procura pelo Sicredi para apoiar as atividades empresariais no campo e na cidade. Seja por meio do crédito, como vemos nesses números, seja por meio de outras soluções financeiras, os associados buscam relacionamento próximo, segurança, praticidade e agilidade no atendimento. E o resultado disso reflete no negócio deles, que prospera e impacta a economia local, com a geração de empregos e renda na comunidade”, destaca o presidente da Central Sicredi Centro Norte, João Spenthof.

Leia também:

Perspectivas do Mercado Imobiliário em 2024

 

Para o público PJ, são disponibilizadas soluções como a plataforma de parceiros, máquina de cartão e emissão de boletos, pix para pagar e receber, além de apoio com a conta corrente PJ, crédito, produtos de investimentos, previdência empresarial, consórcios e seguros.

Os associados com renda até R$ 4 mil mensais respondem por 55% das operações e aqueles com renda a partir de R$ 4 mil ficam com 45% das operações. No País, o saldo da carteira PF atingiu R$ 60,7 bilhões em 2023, alta de 19%.

“Nosso crescimento é reflexo da confiança depositada pelos associados nas cooperativas. São pessoas físicas, produtores rurais e empresas que nos têm como parceiro, se identificam com nosso propósito, que é gerar prosperidade. Temos taxas mais justas no crédito, melhor remuneração nos investimentos, distribuição de resultados e pagamento de juros ao capital social, indicadores que formam o Benefício Econômico Total (BET), que alcançou a marca de R$ 23,5 bilhões em 2023 no Sistema Sicredi”, adianta o presidente.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado