Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Como a influencer Aitana, feita por IA, ganha R$ 166 mil por mês?

Influenciadores virtuais ganham espaço e lucro em marketing digital

Como a influencer Aitana, feita por IA, ganha R$ 166 mil por mês?
Aitana Lopez é uma influenciadora espanhola que não existe no mundo real (Foto: Reprodução/Instagram).

No universo digital, figuras como Aitana Lopez representam uma nova era para o marketing e publicidade. Aitana, uma criação da agência espanhola The Clueless, não é uma pessoa real, mas sim um avatar digital que realiza trabalhos de modelagem e influência em redes sociais.

Com cabelo rosa e uma personalidade forte, Aitana representa o ideal de beleza e estilo de vida que muitas marcas querem associar aos seus produtos. Segundo Rubén Cruz, fundador da The Clueless, a criação de Aitana surgiu como uma solução para os problemas frequentemente enfrentados com influenciadores humanos, como atrasos e demandas excessivas. Aitana, por ser um personagem sintético, oferece total controle sobre suas ações e publicações, o que é vantajoso para campanhas de marketing.

Estratégia e lucro: detalhes do sucesso de Aitana

Aitana já conseguiu mais de 121.000 seguidores no Instagram e realiza publicações para marcas famosas, como Victoria’s Secret e Guess, cobrando mais de US$ 1.000 por postagem. Além disso, ela é embaixadora de uma rede de salões de beleza na Espanha e participa de campanhas que podem pagar até 5 mil euros por publicidade.

A digital influencer pode faturar até R$ 166 mil por mês, revelou a agência que a criou. Essa capacidade de gerar receita destaca os influenciadores virtuais como um campo promissor no marketing digital. Além de Aitana, a agência está desenvolvendo outros 30 modelos virtuais, incluindo uma que será “brasileira”, chamada Blair da Silva. Os nomes dos personagens seguem a tendência de incluir o termo “AI” em seus nomes para referência à inteligência artificial.

Implicações sociais e éticas

Essa nova geração de influenciadores digitais desafia as percepções tradicionais de autenticidade e interação social. Avatares como esse podem influenciar profundamente as relações sociais, permitindo conexões unilaterais intensas.

Apesar disso, Clueless e outras agências de marketing veem os influenciadores digitais não como substitutos, mas como complementos aos modelos humanos. Sofia Novales, gerente de produto da Clueless, compara a emergência desses avatares com a evolução de tecnologias passadas, sugerindo que novas opções não eliminam as antigas, mas coexistem com elas.

Publicidade

Entretanto, a existência de influenciadores virtuais não está isenta de críticas. Muitos expressam preocupações sobre os padrões de beleza irrealistas e a influência desses modelos nas expectativas das pessoas, especialmente jovens. A estética altamente sexualizada desses avatares também levanta questões sobre os valores que estão sendo promovidos.

A popularidade de Aitana e outros influenciadores virtuais sinaliza uma mudança no campo do marketing digital. Eles oferecem, portanto, uma nova maneira de engajar o público, com a promessa de maior controle para as marcas.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado