Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Musk planeja construção do maior supercomputador para IA

Plano de IA de Musk inclui 100 mil chips

Musk enfrenta processo por venda de ações da Tesla
(Foto: Reprodução/Wikipédia/Trevor cokley.)

Elon Musk, CEO da Tesla e SpaceX, anunciou planos para um novo empreendimento. Ele deseja construir o maior supercomputador da história para impulsionar os avanços da xAI, sua recém-criada empresa de Inteligência Artificial. Musk divulgou essa informação em uma apresentação a investidores no último sábado (25).

Detalhes do projeto

Musk denominou esse ambicioso projeto de “gigafábrica de computação”. Ele detalhou que o sistema será construído com mais de 100.000 chips da Nvidia, líder em tecnologia de processamento gráfico. A previsão é que o sistema esteja operacional no outono de 2025. Com um compromisso pessoal de entrega, Elon Musk se comprometeu a gerenciar diretamente todos os aspectos do desenvolvimento do supercomputador para garantir a conclusão dentro do prazo estipulado.

 

Publicidade

Comparação tecnológica

Além disso, o supercomputador que Musk planeja construir será, no mínimo, quatro vezes maior do que os maiores dispositivos de clusters GPU existentes no mercado. Empresas renomadas como Meta utilizam estes para treinar complexos modelos de inteligência artificial, possibilitando avanços em aprendizado de máquina e processamento de dados em grande escala.

Em resumo, a competição no campo da inteligência artificial tem se acirrado consideravelmente. O lançamento do ChatGPT pela OpenAI em 2022 acelerou a disputa por inovação tecnológica, envolvendo gigantes da indústria como Microsoft, Google, bem como Meta, Anthropic e Stability AI, que estão investindo pesadamente para não ficarem atrás na corrida tecnológica.

Desenvolvimento de robôs

Simultaneamente aos esforços no supercomputador, a xAI está avançando no desenvolvimento de Grok, um robô conversacional inovador. Esse robô está sendo projetado para interagir em tempo real com a plataforma X, anteriormente conhecida como Twitter, proporcionando uma interface dinâmica para comunicação e acesso a informações instantâneas.

Histórico empresarial de Musk

Por outro lado, após co-fundar a OpenAI em 2015 e se afastar em 2018, Musk lançou críticas à gestão da organização, levando-o a processá-la este ano. Como resultado, ele alega que a OpenAI se desviou de sua missão original, que era democratizar o acesso à pesquisa em IA para benefício global.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado