Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Cosan irá distribuir R$ 840 milhões em dividendos: veja as datas importantes

Proventos serão pagos em 14 de junho

Dividendos da Cosan. (Foto: Divulgação/Fabiano Accorsi)
Dividendos da Cosan. (Foto: Divulgação/Fabiano Accorsi)

A Cosan (CSAN3) anunciou ontem (29) a distribuição de R$ 840 milhões em dividendos. Cada ação ordinária receberá R$ 0,45147654, conforme aprovação em Assembleia Geral Extraordinária. Não haverá retenção de Imposto de Renda na fonte.

O Que é a Cosan?

A Cosan é uma das maiores empresas brasileiras, com atuação diversificada em diversos setores estratégicos. Nesse sentido, fundada em 1936, a Cosan começou suas atividades na produção de açúcar e álcool, mas ao longo dos anos expandiu seu portfólio para incluir energia, logística, lubrificantes e gás natural.

Dividendos da Cosan: datas importantes

Nesse sentido, os investidores devem estar posicionados até o fechamento do pregão de 5 de junho de 2024 para receberem os dividendos. A partir de 6 de junho de 2024, as ações serão negociadas como “ex” proventos, ou seja, sem direito aos dividendos. O pagamento será efetuado, portanto, no dia 14 de junho de 2024.

Publicidade

Leia também:

Desempenho no primeiro trimestre

Nesse contexto, Cosan registrou um prejuízo líquido consolidado de R$ 192 milhões no primeiro trimestre de 2024. Apesar disso, o prejuízo foi 79% menor do que o registrado no mesmo período do ano anterior, que foi de R$ 904,1 milhões. Consequentemente, a receita operacional líquida consolidada foi de R$ 9,84 bilhões, representando um aumento de 2% em relação ao ano anterior.

Reações do mercado e análises

Após o anúncio, as ações da Cosan fecharam com uma queda de 0,29%, cotadas a R$ 13,84. Além disso, a XP Investimentos atribuiu o atraso na divulgação dos resultados ao novo auditor independente, BDO, mas manteve a recomendação de compra com preço-alvo de R$ 31,80, sugerindo um potencial de alta de 127,96%.

Perspectivas dos bancos

Além disso, o banco Safra, que recomenda compra das ações, prevê uma desalavancagem gradual que beneficiará a Cosan. Desse modo, o Safra fixou o preço-alvo em R$ 24, com um potencial de alta de 73%. O Itaú BBA também manteve sua recomendação de compra, com preço-alvo de R$ 23 e potencial de alta de 65,7%.

Análise do Bank of America

Analogamente, o Bank of America destacou a desalavancagem na holding, a otimização do portfólio e a análise na alocação de capital das subsidiárias como pontos fortes. Nesse sentido, a instituição manteve a recomendação de compra com preço-alvo de R$ 23. Eles veem a estrutura da holding como um ponto forte, prevendo benefícios com cortes na taxa Selic e a capacidade da empresa de se desalavancar.

Histórico de 2023

Por outro lado, no ano passado, a Cosan apresentou um desempenho positivo, apesar de uma redução no preço-alvo das ações devido à participação em empresas de energia. Desse modo, o Bank of America manteve uma visão otimista, destacando a estrutura da holding e a sensibilidade às taxas de juros. Eles acreditaram, na época, que cortes na Selic ajudariam a empresa a se desalavancar e investir em novas oportunidades.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado