Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Confira as inovações que transformam a África na GITEX 2024

Expositores globais mostram inovação em Marrakesh

Inovações tecnológicas na África. (Foto: Reprodução/ GITEX AFRICA)
Inovações tecnológicas na África. (Foto: Reprodução/ GITEX AFRICA)

De 29 a 31 de maio, cerca de 1.500 expositores de mais de 130 países participaram da GITEX Africa em Marrakesh. O número de inovações tecnológicas e o ecossistema de startups da África cresce rapidamente, especialmente em pagamentos móveis. Segundo a International Finance Corporation, é o mais dinâmico do mundo.

Porém, desafios como a desigualdade digital ainda persistem. É aí que empresas europeias, como a belga I3 Technologies, usam a GITEX para acessar o mercado africano. Descubra aqui algumas novidades que estão impulsionando avanços no continente africano.

Inovações tecnológicas na África: soluções para desafios agrícolas

Nesse sentido, empresas como ABA Technology do Marrocos estão apresentando soluções inovadoras, como um drone de pulverização. A startup introduziu o drone para ajudar os agricultores a gerenciar a água e produtos químicos. Isso é crucial, já que o Marrocos enfrenta o sexto ano de seca, de acordo com a engenheira Jihane Metrani.

Publicidade

Robôs interativos

Além disso, no campo do entretenimento, a MARSES, do Egito, trouxeram um robô que joga bola. “Queremos romper as barreiras entre pessoas e tecnologia”, afirmou Alaeddine Hassan, da MARSES.

Startups locais

Muitas empresas locais, como a Almaxyra & Company, também estão presentes. “Os jovens africanos estão desenvolvendo soluções que realmente serão usadas aqui”, disse Massouta Fahol.

Leia também:

DRC Systems na GITEX Africa

Ademais, a DRC Systems, da Índia, destacou-se na GITEX Africa 2024. Com metodologias ágeis e certificação CMMI Nível 3, a empresa oferece soluções avançadas em TI. A DRC Systems atende instituições, empresas e governos, promovendo a transformação digital em vários setores.

Aplicativo de remessas

Por outro lado, visando objetivos sociais, Jean-Charles Mendy lançou um aplicativo para a diáspora senegalesa. O aplicativo permite o pagamento direto de contas e a conversão em vales para compras. As remessas para a África Subsaariana somaram mais de US$ 50 bilhões em 2023, segundo o Banco Mundial.

Tecnologias de assistência médica

A tecnologia de assistência médica é outro setor em expansão, que promete trazer inovações tecnológicas na África. Metade da população africana vive na pobreza e não tem cobertura médica. “Os governos gastam apenas 6% do PIB em saúde”, disse Mactar Seck, da UNECA.

Nesse sentido, Renee Ngamau cofundou a CheckUps, que oferece serviços de medicação e entrega no Quênia e no Sudão do Sul. O aplicativo móvel facilita o acesso à cobertura médica acessível e empréstimos bancários.

Por fim, Ulrich Kouesso lançou o LukaPharma em Kinshasa, que mapeia farmácias próximas e disponibiliza medicamentos. “Isso pode salvar vidas e melhorar o acesso a medicamentos na República Democrática do Congo”, disse Kouesso.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado