Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Tecnologia usada pelo Grupo Boticário evita o descarte de quase 1 tonelada de plástico

O balanço feito pela empresa tem sido comemorado, pois, com a nova tecnologia, foi possível substituir 860 Kg de plástico metalizado e adesivos. Foto de SHVETS production no Pexels

Uma nova tecnologia implantada durante as festividades de Natal pelo Grupo Boticário tem gerado resultados surpreendentes em prol do meio ambiente. O período natalino foi a oportunidade de colocar em prática o projeto piloto desenvolvido em parceria com a Antilhas, empresa de embalagens, transformando as famosas sacolinhas e caixas de presente natalino da marca O Boticário em embalagens sustentáveis.

O balanço feito pela empresa tem sido comemorado, pois, com a nova tecnologia, foi possível substituir 860 kg de plástico metalizado e adesivos. Além disso, com a aplicação do novo material nas cintas que decoram as caixinhas de presente, mais de 372 metros lineares de elástico não foram utilizados, o que equivale à distância entre as cidades de São Paulo e Curitiba e 30.181 m² de filme plástico deixaram de ser produzidos, quantidade capaz de preencher dois estádios da Vila Belmiro, localizado em Santos, no Litoral Paulista.

Os produtos metalizados são normalmente produzidos com substratos celulósicos, como papel ou cartão, revestidos por filmes de poliéster ou BOPP (Película de Polipropileno Biorientada) metalizados em um processo de laminação. A parceria com a Antilhas utilizou a tecnologia de um equipamento que aplica o acabamento metalizado no material (caixas de presente) sem a utilização do plástico filme metalizado convencional.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

A inovação tecnológica no processo permitiu a transferência das partículas metálicas para o substrato em uma única operação, obtendo como resultado um monomaterial (papel ou cartão) metalizado. Além disso, o cartão utilizado é composto por 40% de material reciclado, sendo 30% de origem PCR — Pós Consumo Reciclado, como por exemplo embalagens recicladas após descarte.

As famosas sacolas eram produzidas anteriormente com papel 100% virgem, já a nova embalagem sustentável utiliza papel kraft, com 20% de aparas (sobras de corte) de difícil reciclagem que seriam descartadas diretamente em aterros. O papel sustentável mantém a qualidade de impressão e resistência que a embalagem precisa.

No último ano, o Grupo Boticário anunciou Compromissos ESG para 2030, com iniciativas de incentivo à reciclagem que conectam toda a cadeia do ecossistema de beleza. Entre os objetivos, mapear e solucionar 150% dos resíduos gerados está entre as prioridades.

“Há muitos anos o GB trilha uma jornada sustentável para neutralizar os impactos de suas atividades no meio ambiente e por meio de seu programa de Logística Reversa, a empresa busca engajar todo seu ecossistema nesta missão, desde parceiros, fornecedores e consumidores”, informa Eduardo Villas, Diretor Executivo de Suprimentos do Grupo.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado