Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Preço de imóveis residenciais avança 0,50% em fevereiro

Índice FipeZAP+ aumentou em 46 das 50 cidades monitoradas, incluindo 15 de 16 capitais. (Foto: Mikhail Nilov/Pexels)

O Índice FipeZAP+, que acompanha o comportamento dos preços de venda de imóveis residenciais em 50 cidades brasileiras monitoradas, registrou alta de 0,49% em fevereiro.

O levantamento mostra elevação dos preços em 46 das 50 cidades, sendo que, em 18 delas, essa variação superou a inflação ao consumidor medida pelo IPCA.

“Os números têm mostrado que, com a pandemia da Covid-19, a relação dos brasileiros com imóveis residenciais só se aprofundou”, explica Cadu Heilberg, diretor do segmento Private da construtora e incorporadora Vitacon.

Publicidade

Segundo a pesquisa A Casa Brasileira: Dados e Insights Sobre a Revolução nos Nossos Lares Durante a Pandemia, do Think With Google, 57% dos brasileiros afirmam que, mesmo quando a pandemia acabar, a casa seguirá como uma prioridade.

Neste contexto, Cadu Heilberg aponta que o investidor deve ficar atento e buscar informações sobre as melhores oportunidades de investimentos. “Vamos lembrar que este é um dos mercados mais rentáveis do mundo”, explica.

Outro fator que tem contribuído para a alta dos ativos imobiliários, segundo Heilberg, é a intensa digitalização pela qual o mercado imobiliário vem passando. “A utilização dos recursos digitais está trazendo ganhos para toda a cadeia de negócios; estamos vivendo um ciclo virtuoso”, avalia o especialista.

Segundo ele, mesmo com o aumento da taxa Selic, o Real Estate é considerado uma das melhores opções de investimentos porque no Brasil temos uma forte cultura de valorização dos imóveis. “Ao comprar uma casa, apartamento ou terreno, aquele bem tende a se valorizar com o passar do tempo”, diz Heilberg.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado