Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Brasileira ganha prêmio mundial ao criar garrafa que purifica a água

Foto: MART PRODUCTION/ Pexels

A brasileira Bárbara Gosziniak Paiva, 29 anos, ganhou um prêmio mundial pela melhor apresentação. A competição chamada de Red Bull Basement se destaca pela inovação e tecnologia e foi realizado em Istambul, na Turquia, em 2021,

A jovem, que é mestranda em engenharia de materiais e bolsista da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) , criou uma garrafa que purifica a água, tornando-a potável. “Foi durante as pesquisas no meu mestrado que descobri que no Brasil cerca de 35 milhões de pessoas não têm acesso a água potável — o projeto Aqualux consiste em uma garrafa que filtra, esteriliza e refresca a água usando a energia solar”, explicou a aluna.

Natural de Ouro Preto (MG), Bárbara afirma que a ideia principal do projeto consiste em tratar a água e levá-la a quem não tem acesso a ela. “Minha ideia é oferecer o Aqualux às pessoas que vivem em regiões de baixo desenvolvimento, mas há também a possibilidade de uso para os que fazem atividades esportivas”, diz.

conteúdo patrocinado

Como funciona o Aqualux?
No tratamento da água, um filtro faz a retenção de partículas e uma radiação azul complementa o processo de esterilização, matando microrganismos, principalmente os patogênicos (que fazem mal à saúde). Tudo isso funciona por meio de um sistema elétrico que capta a energia solar com o uso das células solares (células fotovoltaicas).

Ainda segundo a estudante mineira, os próximos passos são finalizar os testes da garrafa e obter a parceria de empresas, para que seja possível produzir o material em grande escala.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado