Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Parques do Rio Grande do Sul vão receber R$ 47,8 milhões em investimentos privados

(Foto: Reprodução Internet)

Os Parques Estaduais do Caracol e do Tainhas, no Rio Grande do Sul, foram concedidos à iniciativa privada em um leilão realizado na Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, na última quinta-feira (11). Os dois parques serão administrados nos próximos 30 anos pelo Consórcio Novo Caracol, vencedor do leilão ao oferecer R$ 150 milhões em outorga, ágio de mais 5.341% em relação ao preço mínimo do edital.

O projeto tem o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que realizou os estudos que definiram a modelagem da concessão. De acordo com o Governo Federal, o objetivo da iniciativa é gerar mais recursos para investimentos nas unidades de conservação para proteger os recursos naturais. 

O consórcio vencedor terá que investir R$ 47,8 milhões em ações de apoio à visitação, revitalização, modernização, operação e manutenção dos serviços turísticos dos parques. A estimativa é que a concessão crie 2.422 vagas de trabalho.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Sobre os parques

O Parque Estadual do Caracol, localizado em Canela, na Serra Gaúcha, possui uma área de 100 hectares, sendo 25 hectares abertos à visitação. Uma das atrações é a Cascata do Caracol, que apresenta uma queda livre de 131 metros. Existem no local mirantes, trilhas, escadarias e toda a estrutura necessária para apoio ao visitante, como estacionamento, restaurante, lanchonete e lojas.

Já o Parque Estadual Tainhas é uma unidade de conservação de proteção integral da Mata Atlântica que abrange os municípios de São Francisco de Paula, Jaquirana e Cambará do Sul. Com uma área de 6.654 hectares, o parque abriga matas com araucárias, campos e banhados no vale do rio Tainhas. Atualmente possui pouca visitação, no entanto, há um grande potencial turístico no local.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado