Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

BNDES contabiliza lucro líquido 120,7% maior que o mesmo período de 2021

(Foto: Reprodução BNDES)

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) registrou lucro líquido de R$ 11,7 bilhões no segundo trimestre de 2022, sendo 120,7% superior ao registrado no mesmo período de 2021 (R$ 5,3 bilhões).

O desempenho foi influenciado por receita com dividendos/JCP (R$ 4,7 bilhões). Também houve influência de alienações de ações de Eletrobras (R$ 1,5 bilhão) e a reversão de provisão para risco de crédito (PRC) – afetada pela liquidação integral da dívida do Grupo Oi (R$ 4,6 bilhões). Na frente da Fábrica de Projetos, o destaque no período foi a conclusão do processo de privatização da Eletrobras, movimentando R$ 33,68 bilhões. Atualmente, 68% da carteira de crédito do Banco (R$ 238 bilhões) está vinculada a projetos que apoiam a economia verde e o desenvolvimento social.

O resultado recorrente de R$ 9 bilhões no segundo trimestre de 2022 representou aumento de 279,7% em comparação ao mesmo período de 2021, refletindo a maior receita com dividendos/JCP e o acréscimo do produto da intermediação financeira. O resultado recorrente exclui operações de desinvestimento da carteira de renda variável e provisões para risco de crédito, dentre outros fatores. Desconsiderados dividendos e JCP do resultado de Participações Societárias, o lucro recorrente seria de R$ 4,3 bilhões no segundo trimestre.

conteúdo patrocinado

Os desembolsos registraram crescimento de 46% comparado ao mesmo período de 2021. Foram R$ 18,4 bilhões, incluindo debêntures, outros ativos de crédito, operações de mercado de capitais e não reembolsáveis. Desse total, R$ 3,7 bilhões foram destinados a atividades relacionadas à economia verde e R$ 7,3 bilhões ao desenvolvimento social. As operações com micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) representaram 37,2% dos desembolsos (R$ 6,8 bilhões). Ao todo, R$ 100,4 bilhões da carteira de crédito do BNDES estão destinados a essa parcela do mercado, o que equivale a 21,7% do total.

Houve também reversão bruta de R$ 1,8 bilhão de provisão para risco de crédito no período, favoravelmente impactada pela recuperação de créditos provisionados em exercícios anteriores, principalmente por honra do Fundo de Garantia à Exportação (FGE), e pela liquidação de dívida do Grupo Oi.

O produto de intermediação financeira atingiu R$ 9,7 bilhões, aumento de 47,1% em comparação ao segundo trimestre de 2021.

Débitos

A inadimplência (+ 90 dias) se manteve em patamar baixo, oscilando de 0,21% em 31 de março de 2022 para 0,17% em 30 de junho de 2022, inferior ao nível do Sistema Financeiro Nacional (0,28% no segmento grandes empresas em 30 de abril de 2022, última informação disponível). A qualidade da carteira de crédito e repasses foi mantida, com 93,2% das operações classificadas nos mais baixos níveis de risco (entre AA e C) em 30 de junho de 2022. Esse percentual permanece superior ao registrado pelo Sistema Financeiro Nacional, que foi de 91,9% em 30 de setembro de 2021 (última informação disponível).

O índice de renegociação atingiu 11,47% em 30 de junho de 2022, ainda impactado pelas renegociações no âmbito do produto Standstill COVID-19, que alcançaram 10,3% da carteira bruta. 

Fontes de recursos

Em 30 de junho de 2022, FAT e Tesouro Nacional representavam 54,9% e 15,7%, respectivamente, das fontes de recursos do BNDES.

O passivo do BNDES com o Tesouro Nacional era de R$ 103,6 bilhões em 30 de junho de 2022, uma redução de 15,4% em relação à posição em 31 de março de 2022. O FAT se manteve como principal credor do BNDES. No segundo trimestre, ingressaram R$ 5,6 bilhões de recursos do FAT Constitucional e o volume de recursos do fundo com o Banco totalizava R$ 363,0 bilhões em 30 de junho de 2022.

Patrimônio líquido

A instituição atingiu R$ 129,3 bilhões em patrimônio líquido em 30 de junho de 2022, decréscimo de 9,2% em relação ao saldo em 31 de março de 2022.

As demonstrações financeiras do BNDES e suas subsidiárias estão disponíveis no Portal de Relações com Investidores do BNDES.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado