Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Construção Civil: atividade e emprego crescem em ritmo elevado

(Foto: Pexels)

A indústria da construção registrou crescimento elevado da atividade e do emprego em julho deste ano. De acordo com a Sondagem Indústria da Construção, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), esses dois indicadores avançaram nos ritmos mais elevados desde 2010. Foram entrevistadas 402 empresas, sendo 151 pequenas, 169 médias e 82 grandes, entre 1º e 9 de agosto.

O índice do nível de atividade da Construção registrou 52,5 pontos em julho de 2022. Por estar acima da linha divisória dos 50 pontos, o índice indica expansão da atividade em relação a junho. Além disso, o valor é o mais elevado desde outubro de 2010, indicando expansão elevada. O índice de evolução do número de empregados foi de 51,9 pontos, também acima da linha divisória de 50 pontos, indicando alta do emprego da construção em julho. Essa expansão foi a mais elevada da série histórica que teve início em 2011.

A Utilização da Capacidade Operacional (UCO) da Construção avançou um ponto para 68% em julho em comparação com junho. É a mais elevada UCO para o mês de julho em oito anos. A intenção de investimento da construção avançou, atingindo o maior nível desde 2014. As expectativas do setor também seguem otimistas em relação ao desempenho nos próximos seis meses.

conteúdo patrocinado

Confiança da Construção registra avanço, com melhor avaliação da economia brasileira

Em linha com a atividade, o Índice de Confiança do Empresário (ICEI) da indústria da construção avançou 3,2 pontos, para 60 pontos em agosto de 2022. O dado mostra confiança elevada e disseminada entre os empresários.

A alta do índice ocorre devido à melhora da avaliação dos empresários da construção sobre a economia brasileira. O índice de condições atuais da economia brasileira avançou 5,4 pontos para 52,7 pontos, atravessando a linha divisória de 50 pontos e, portanto, demonstrando a transição de uma percepção de piora da economia, em julho, para melhora da economia, em agosto.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado