Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Startups de educação focam no ensino básico

(Foto: Pexels)

O setor de educação sofreu e segue com consequências da pandemia quanto ao ensino virtual e a garantia de bons resultados dos alunos. Foi pensando em tornar o ambiente virtual mais adequado para o compartilhamento de conhecimento, que algumas startups criaram metodologias focadas no ensino básico. 

Com o intuito de auxiliar professores e alunos durante o ensino a distância (EAD), cinco empresas digitais se uniram recentemente em uma solução integrada inédita no Brasil. A canadense D2L, que atua no mercado global de LMS (sistema de gestão de aprendizado), estabeleceu parcerias com: Amazon Web Services, Raiz Educação, Layers e Dreamshaper no projeto Coeducar, ecossistema completo para escolas de ensino básico.

A D2L entra com a plataforma, a Raíz Educação com o conteúdo, a AWS com a infraestrutura, a Layers com a comunicação e a Dreamshaper com a regulamentação e transição para o Novo Ensino Médio, que começa a ser introduzido ainda este ano, conforme publicado no Jornal O Estado de S. Paulo.

conteúdo patrocinado

O grupo já conta com 20 mil do ensino privado, mas foca em atingir o ensino público em 2023. “Nosso propósito era – e continua sendo – educar toda criança para a vida, porque já acreditávamos que os modelos tradicionais de ensino eram muito conteudistas e pouco focados na vivência e aplicação prática do conhecimento”, diz Schroeder, especialista em negócios e CEO da empresa. O pacote da Tindin inclui um metaverso com gamificação imersiva com conteúdos de educação financeira, educação para o consumo e pensamento computacional.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado