Americanas pede recuperação judicial com dívida de R$ 43 bilhões

A empresa busca uma solução sustentável para a continuidade de suas operações em negociações com seus credores financeiros.
Foto: Divulgação

A Americanas ingressou com um pedido de recuperação judicial nesta quinta-feira (19), na 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro. Na manhã de hoje, a companhia já havia informado que teria recursos reduzidos em caixa e admitia a possibilidade de ingressar com o processo. As dívidas da empresa somam R$ 43 bilhões.

Segundo a varejista, a quantia em caixa estaria apenas em R$ 800 milhões, valor infinitamente menor do que os R$ 8,6 bilhões reportados no terceiro trimestre de 2022 e boa parte do recurso está “injustificadamente indisponível para a movimentação da companhia desde ontem”, atribuindo a situação à decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que permitiu que o BTG Pactual bloqueasse R$ 1,2 bilhão da Americanas. O banco é um dos credores mais expostos à dívida da varejista.

A empresa informa que tem o total de 16.300 credores e solicitou na petição 48 horas para entregar a lista completa.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado