Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

5 setores aquecidos para fusões e aquisições em 2023 no Brasil

(Imagem: Pixabay)

A chegada do novo ano traz excelentes oportunidades para investidores analisarem o mercado e contemplarem as expectativas para o futuro, incluindo as fusões e aquisições (M&As). Com base em pesquisas e estudos, bem como na expertise própria e anos acompanhando M&As no Brasil e no mundo, os sócios da boutique de investimentos L6 Capital Partners, Fernando Kunzel e Willian May, reuniram informações importantes para quem está buscando entender o cenário de fusões e aquisições em 2023.

Segundo os especialistas, o número de M&As tem crescido nos últimos anos, mesmo em meio a diversas instabilidades econômicas e políticas ao redor do mundo. O Brasil registrou 807 transações no primeiro semestre de 2022, contra 706 no mesmo período de 2021, segundo dados da PWC Brasil.

Para saber onde investir, é preciso apurar o olhar e observar o mercado como um todo. Os especialistas destacam cinco setores quentes para M&As em 2023: educação, alimentação saudável, saúde, agronegócio e telecomunicações.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

O setor de educação registrou 19 M&As no primeiro trimestre de 2022, uma alta de mais de 70% em relação ao mesmo período de 2021, segundo a KPMG. A tecnologia tem sido um fator importante no setor, que vem se adaptando a novas soluções para dar aulas e atender alunos.

O segmento global de alimentos saudáveis tem uma taxa média de crescimento anual estimada em 5,3%, de acordo com as consultorias Statista e Mintel. No Brasil, o mercado movimentou R$ 100 bilhões em 2020, segundo a Euromonitor. O setor tem atraído a atenção de grandes empresas, como a M. Dias Branco, que adquiriu a Jasmine, uma das maiores empresas de alimentos saudáveis do país.

O setor de saúde continua a ser essencial na sociedade e, por isso, no mercado. A expectativa do IBGE é que as despesas com saúde cheguem a representar 1,5% do PIB até 2038, impulsionadas pelo aumento da população idosa e da empregabilidade.

O agronegócio é historicamente fundamental para a economia brasileira e representa cerca de 26% do PIB. As agtechs, empresas de base tecnológica que atendem diferentes pontos da cadeia produtiva do agro, são o destaque para 2023.

Por fim, o mercado de telecomunicações está se consolidando continuamente, com muitos players atuando no setor. Apesar das quedas relevantes nos últimos anos, o volume de transações tem aumentado e 2023 pode ser o retorno do crescimento neste ciclo.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado