Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

UE flexibiliza regras de subsídios para projetos verdes em resposta aos Estados Unidos e China

(Foto: Divulgação)

A União Europeia (UE) flexibilizou as regras sobre subsídios para projetos que envolvam tecnologias verdes em resposta aos subsídios concedidos pelos Estados Unidos e China. A Comissão Europeia estendeu a regulamentação até o final de 2025 e permitirá aos 27 países do bloco, “em casos excepcionais”, igualar subsídios acordados em outros países que possam “desviar investimentos da Europa”. A flexibilização é proporcional, com fins específicos e temporária, afirmou a comissária europeia de Concorrência, Margrethe Vestager.

A questão dos subsídios é um tema delicado na UE, e alguns países temem que os membros mais poderosos do bloco possam obter vantagens competitivas. Em 2022, o governo americano anunciou um grande plano de investimentos que inclui ajudas estatais a quem adquirir automóveis elétricos produzidos no país. A gigante automotiva alemã Volkswagen tinha planos de instalar no leste europeu fábricas de baterias para carros elétricos, mas anunciou que aguardaria para conhecer a resposta da UE sobre este plano americano.

A UE mantém diálogos com os Estados Unidos sobre a possibilidade de as empresas europeias que atuam no mercado americano se beneficiarem do plano anunciado em Washington. Este anúncio de flexibilização de normas foi formulado na véspera da visita que a presidente da Comissão, Ursula von der Leyen, fará a Washington, onde pretende se reunir com o presidente americano, Joe Biden. Em resumo, a UE está respondendo aos subsídios concedidos pelos Estados Unidos e China, flexibilizando as regras sobre subsídios para projetos verdes até o final de 2025 e permitindo que os países do bloco possam igualar subsídios concedidos em outros países.

Publicidade

 

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado