Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

CFP alerta para forte desaceleração do consumo em Portugal devido à inflação e aumento das taxas de juros

(Foto: Reprodução)

O Conselho das Finanças Públicas (CFP), uma organização independente responsável por examinar a trajetória das contas públicas e monitorar a evolução macroeconômica em Portugal, divulgou um relatório prevendo uma forte desaceleração do consumo no país em 2023. A alta inflação e o impacto do aumento das taxas de juros decidido pelo Banco Central Europeu (BCE) são apontados como principais fatores por trás dessa tendência.

De acordo com o CFP, a inflação em Portugal tem apresentado um ritmo acelerado nos últimos meses, o que resulta em um aumento dos preços dos produtos e serviços e, consequentemente, em uma redução do poder de compra das famílias portuguesas. Esse cenário tem levado muitos consumidores a repensar seus gastos e a adiar compras, especialmente em bens duráveis e de maior valor.

A decisão do BCE de aumentar as taxas de juros, visando controlar a inflação em toda a zona do euro, também tem impactado a economia portuguesa. O aumento das taxas de juros encarece o crédito, dificultando o acesso a empréstimos e financiamentos e desestimulando investimentos. Além disso, as famílias que já possuem dívidas podem ver suas prestações aumentarem, o que reduz ainda mais a capacidade de consumo.

Publicidade

Para enfrentar esses desafios, o CFP recomenda que o governo português adote medidas que possam minimizar os efeitos negativos da inflação e das taxas de juros mais altas no consumo. Entre as possíveis ações, estão a revisão de políticas fiscais, o incentivo ao investimento e a promoção de políticas de apoio às famílias e empresas mais afetadas.

O relatório do CFP destaca ainda que, apesar da desaceleração do consumo, a economia portuguesa continua apresentando sinais de recuperação após a crise provocada pela pandemia de COVID-19. Conforme publicado pelo portal Publico, o crescimento do PIB, embora mais lento, deve continuar positivo em 2023, impulsionado principalmente pelas exportações e pelo investimento público.

A desaceleração do consumo em Portugal é um desafio que requer atenção e ações coordenadas por parte das autoridades e dos agentes económicos. A adoção de medidas eficazes pode ser crucial para garantir a estabilidade económica do país e a manutenção da qualidade de vida da população.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado