Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Preço do chocolate e do bacalhau elevam custo da Páscoa brasileira e afetam vendas

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Páscoa se aproxima e, infelizmente, muitos brasileiros estão enfrentando preços mais elevados para itens essenciais, como chocolate e bacalhau. De acordo com especialistas, os preços desses produtos atingiram seus maiores aumentos desde 2016, tornando a celebração deste ano mais cara do que nos anos anteriores.

A inflação concentrada em alimentos e combustíveis tem afetado diretamente o bolso da população, que está tendo que gastar menos com os itens de Páscoa para lidar com os gastos essenciais. Como resultado, as receitas do setor não devem superar o faturamento do período anterior à pandemia.

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a previsão é que as vendas cresçam apenas 2,8% em relação ao mesmo período de 2022, chegando a R$ 2,49 bilhões. Em 2019, antes da pandemia, o valor foi de R$ 2,56 bilhões.

Publicidade

O aumento nos preços do chocolate e do bacalhau tem sido impulsionado pela alta do dólar e dos custos de produção. Além disso, a pandemia e as medidas de isolamento social também afetaram o setor, reduzindo a oferta de matéria-prima e aumentando os custos de transporte e logística.

Apesar das dificuldades enfrentadas pelo setor, muitos comerciantes estão apostando em promoções e descontos para atrair os consumidores. Além disso, a venda de produtos artesanais e de marcas locais tem ganhado destaque, já que muitos consumidores buscam apoiar pequenos negócios durante a crise.

A Páscoa é uma data importante para a economia brasileira, movimentando diversos setores, como o de alimentos, turismo e comércio. Mesmo com os desafios enfrentados nos últimos anos, a expectativa é de que a celebração deste ano seja marcada pela união e solidariedade.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado