UBS supera JPMorgan como maior gestor de fortunas na América Latina após aquisição do Credit Suisse

O banco suíço UBS está prestes a ultrapassar o JPMorgan Chase & Co. e se tornar o maior gestor de fortunas da América Latina, após a aquisição do Credit Suisse. Com aproximadamente US$ 150 bilhões em fortunas sob gestão de clientes da região, o UBS alcançará a liderança ao adicionar os US$ 80 bilhões do Credit Suisse. O JPMorgan, por sua vez, possui cerca de US$ 180 bilhões em ativos sob gestão na área de wealth management.

Segundo informações de fontes não identificadas, o Itaú Unibanco manterá a terceira posição, com US$ 140 bilhões em ativos. O Credit Suisse tem uma presença maior no Brasil no mercado local de private banking e empréstimos para brasileiros ricos, enquanto o UBS atua mais como um multifamily office.

O UBS tem escritórios de wealth management nos Estados Unidos, incluindo cidades preferidas por clientes latino-americanos, como Miami, Nova York e Houston – presença que o Credit Suisse não possui. A aquisição, que foi acordada no mês passado e mediada pelo governo suíço, ocorreu após o colapso do Credit Suisse.

Apesar das turbulências enfrentadas, o Credit Suisse não sofreu grandes perdas de recursos de clientes na América Latina, de acordo com concorrentes que preferiram não ser identificados. A aquisição impulsionará o crescimento da plataforma global de gestão de fortunas do UBS em áreas de interesse, como Sudeste Asiático, Oriente Médio e América Latina, conforme afirmou Sergio Ermotti, futuro presidente do UBS, em entrevista recente.

A entidade resultante da fusão também terá uma presença dominante no mercado de trading de ações no Brasil. A corretora do UBS já é líder em volume bruto neste ano, de acordo com dados da Bloomberg, e a aquisição do Credit Suisse – sétimo colocado em negociação de ações – reforçará ainda mais essa posição.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado