Economia irlandesa é a que mais cresce na Europa, com alta de 12%

O ministro das Finanças da Irlanda, Michael McGrath, divulgou na quinta-feira (11/05) que o PIB do país cresceu 12% em 2022, a maior taxa entre os países da zona do euro. O emprego segue a pleno vapor e os cofres do governo estão com recursos de sobra. A previsão é de superávit nas contas públicas de € 65 bilhões ou R$ 352 bilhões até 2026.

Esse sucesso está relacionado com o aumento de arrecadação com tributos corporativos. Não que a alíquota no país seja alta, pelo contrário, é de 12,5%, uma das mais baixas da Europa. E foi justamente isso que fez a Irlanda se tornar a sede de várias multinacionais na Europa, como Apple, Microsoft e Pfizer. Só este ano, a receita com tributos corporativos no país deve chegar a € 24 bilhões ou R$ 129 bilhões.

Por isso, Michael McGrath, vai criar um fundo soberano (ou seja, com recursos do erário) para o qual serão transferidos até € 90 bilhões (R$ 487 bilhões, ou quase meio trilhão de reais) até 2030. O objetivo da iniciativa é poupar recursos hoje para usá-los no futuro na eventualidade de dias mais adversos na economia.

“Embora nossa posição orçamentária realmente pareça muito boa hoje, do ponto de vista subjacente isso não é necessariamente verdade e sabemos que haverá desafios no horizonte”, explicou o ministro.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado