Procon encontra diferenças de até 492% nas tarifas bancárias

Bancos encerram tranferências via DOC
Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

O Procon-SP divulgou os resultados de sua pesquisa anual que compara as tabelas de serviços prioritários e pacotes padronizados oferecidos pelos principais bancos brasileiros, como Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Safra e Santander. O levantamento revela que os consumidores estão pagando mais pelos serviços, além de identificar diferenças significativas nos valores cobrados.

Os serviços prioritários considerados na pesquisa abrangem atendimentos prestados a pessoas físicas, incluindo cadastro, conta-corrente ou poupança, operações de crédito e empréstimo, cartão de crédito, serviços de câmbio de moedas, emissão de cheque administrativo e exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos.

Entre as instituições financeiras consultadas, o Bradesco realizou alterações em 28 itens, seguido pelo Santander com 25, Banco do Brasil com 24, Caixa com 17, Safra com 7 e Itaú com 2.

O Procon-SP encontrou a maior diferença de valor nos serviços de transferência entre contas na mesma instituição, realizados por atendimento pessoal, entre o Banco do Brasil e o Safra, chegando a 492%. Enquanto o Banco do Brasil cobrava R$ 7,40 por essa transação, o Safra cobrava apenas R$ 1,25.

Já na transferência eletrônica, a diferença encontrada foi de 45% entre o Safra e o Santander/Itaú.

Os pacotes padronizados de serviços prioritários também ficaram mais caros, sendo que a maior variação anual foi no Pacote Padronizado IV, com aumento de 7,37% e um custo médio de R$ 47,73.

Entre as instituições financeiras, as maiores diferenças de valores foram encontradas nos seguintes pacotes padronizados:

Padronizado I: diferença de 24,40% entre Santander (R$ 15,55) e Safra (R$ 12,50).
Padronizado II: diferença de 40% entre Itaú (R$ 25,90) e Safra (R$ 18,50).
Padronizado III: diferença de 38% entre Itaú (R$ 34,50) e Safra (R$ 25,00).
Padronizado IV: diferença de 52,86% entre Itaú (R$ 53,50) e Safra (R$ 35,00).
É importante ressaltar que as instituições financeiras são obrigadas a oferecer serviços prioritários individuais ou pacotes padronizados, conforme estabelecido pelo Banco Central na Resolução 3.919/10. Além disso, devem disponibilizar informações claras e compreensíveis sobre os serviços essenciais, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor.

O Procon-SP recomenda aos consumidores que, antes de contratar pacotes de serviços bancários, verifiquem se os serviços essenciais gratuitos atendem às suas necessidades, consultem o banco sobre quais serviços essenciais são oferecidos e suas quantidades.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado