Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Brasil tem a maior reserva do minério sal-gema da América Latina

Imagem: Tawatchai-Freepik

De acordo com informações divulgadas pela Agência Nacional de Mineração (ANM) em 25/05, o Brasil ocupa a nona posição como maior produtor de sal no mundo, registrando 7 milhões de toneladas apenas em 2022.

Apesar dessa boa colocação, a produção do sal-gema no país tem apresentado declínio nos últimos anos. Isso tem levado o Brasil a aumentar suas importações de sal, tanto sal-gema para uso industrial quanto sal por evaporação solar para consumo alimentar.

Segundo a ANM, o Espírito Santo possui atualmente a maior reserva de sal-gema da América Latina, totalizando 12,2 bilhões de toneladas distribuídas em 11 áreas a serem exploradas, o que corresponde a 70% das reservas nacionais atuais. Muitas dessas áreas estão localizadas nos municípios de Conceição da Barra, Ecoporanga e Vila Pavão.

Publicidade

A agência afirma, em nota, que há expectativas de que esse recurso mineral represente um novo ciclo econômico para a região e para o estado, mas ressalta que levará tempo para que isso ocorra, uma vez que empreendimentos desse tipo demandam anos para serem colocados em prática, sem mencionar o período necessário para a pesquisa.

O deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES) solicitou uma audiência pública na Câmara dos Deputados para discutir a importância desse mineral. Segundo o parlamentar, é inegável que o sal-gema representa uma riqueza relevante para o desenvolvimento econômico, geração de emprego, renda e inclusão social no país. Ele destaca que o assunto foi negligenciado ao longo dos anos e ressalta os desafios que o Brasil enfrenta para avançar na exploração desse recurso.

Luís Carlos Bertolino, tecnologista sênior do Centro de Tecnologia Mineral (Cetem), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, explicou ao Diário Carioca que o Brasil possui poucas concessões de lavra para o sal-gema em relação à extensão territorial.

“O Brasil é um país que depende em grande parte da importação de potássio de outros países, como a Rússia, e, infelizmente, mesmo possuindo uma vasta área territorial e diversidade de tipos de rochas, possui depósitos restritos de potássio”, afirma o especialista.”

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado