Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Google amplia previsão de inundações através da Inteligência Artificial

Foto: Google

Com os avanços tecnológicos obtidos com a chegada da Inteligência Artificial já é possível utilizar essa ferramenta em benefício da população para prevenir possíveis desastres causados por fenômenos climáticos. O Google decidiu ampliar a plataforma “Flood Hub”, que é capaz de prevenir eventuais inundações com uma semana de antecedência.

Estimativas dão conta de que os impactos econômicos causados pelas enchentes fique em torno de US$ 10 bilhões e um quantitativo de mais de 250 milhões de pessoas em todo o globo terrestre sejam afetados com os desastres.

O programa já está disponível em 80 países, incluindo o Brasil.

Publicidade

Segundo portal de notícias de Portugal, ‘RTP’, A plataforma digital Flood Hub conta com territórios com as maiores percentagens de população exposta ao risco de inundação e a climas mais extremos, abrangendo mais de 460 milhões de pessoas em todo o mundo.

A IA do Flood Hub recorre a diversas fontes de dados, disponíveis publicamente, como previsões do tempo e imagens de satélite. Material que é recolhido em permanência pela IA e que esta tecnologia combina com outros dois modelos: o Modelo Hidrológico, que prevê a quantidade de água que corre num rio, com o Modelo de Inundação, que prevê quais as áreas que serão afetadas e qual o nível da água.

De acordo com a Google, este sistema serve também para ajudar a apoiar comunidades vulneráveis a inundações e que, de alguma forma, não tenham acesso a um smartphone ou internet, constribuindo e colaborando com organizações como a Federação das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, a Sociedade da Cruz Vermelha Indiana e a equipa de Economia de Inclusão da Universidade de Yale, na criação de redes de alerta offline com voluntários da comunidade treinados, incentivados e confiáveis para ampliar o alcance dos avisos do Flood Hub.

Este projeto começou em 2018, quando se estudou as previsões de inundações na Índia, seguindo-se o projeto para o Bangladesh, tendo como objetivo ajudar a combater os danos catastróficos das inundações anuais.

Perante os avanços dos modelos globais, com base na cartografia, hidrografia, espectrometria via satélite, previsões matemáticas meteorológicas, entre outros, ao qual se junta a previsão IA e aprendizagem do próprio sistema, a Google, em 2022, aplicou e ampliou esta tecnologia a mais 18 países, abrindo assim caminho para a atual expansão global.

Com esta abertura, o Flood Hub faz agora parte de um trabalho de “Resposta a Crises” de acesso global e gratuito, disponibilizando à população acesso a informações e recursos confiáveis em momentos críticos, não só nas questões das inundações, mas também fenómenos ligados a incêndios florestais e terramotos, auxiliando a população mais informada e consequentemente mais consciente dos perigos, prevenindo-as e estabelecendo padrões de segurança.

 

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado