Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Saiba quais são as ações mais recomendadas para junho

A Forbes fez um levantamento das melhores ações para investir em junho. A Vale (VALE3) conquistou o primeiro lugar e entre as 11 carteiras sugeridas por corretoras, casas de análises e bancos, sete incluíram a ação da mineradora em suas recomendações. A empresa atua de forma diversificada, estando presente no setor de mineração, logística, siderurgia e energia.

Ágora Investimentos, corretora do Bradesco, recomenda compra com preço-alvo de R$ 120. “O valuation parece atraente, em 2,7x o múltiplo EV/Ebitda para 2023, um amplo desconto de quase 25% para os pares australianos e contra as 5,0x que veríamos como justo nesta etapa do ciclo econômico global”, avalia.

O segundo lugar do ranking foi um empate entre a petrolífera Prio (PRIO3), antiga PetroRio, e a empresa de eletricidade Copel (CPLE3), com cinco indicações cada.

Publicidade

A Prio é uma empresa independente especializada na produção de petróleo e gás, chama a atenção dos especialistas pela sua “excelente” rentabilidade, com um aumento de 22,15% nos últimos 12 meses. “Além disso, a commodity tem por si só uma certa estabilidade de preço, já que o mundo ainda não sabe viver sem petróleo”, analisa Leandro Petrokas, diretor de research da Quantized, à Forbes.

Já a Copel é uma Companhia Paranaense de Energia que foi criada em 1954, com controle acionário do Estado do Paraná. Há expectativas de privatização da estatal. O próximo passo é a aprovação do modelo de desinvestimento e do preço mínimo pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A XP Investimentos avaliou que em um eventual cenário de privatização, o risco-retorno das ações se torna ainda mais atraente, com um preço-alvo para a companhia privatizada de R$10 por ação. “Embora nesse caso vejamos pouco espaço para melhorias nos indicadores operacionais e redução do PMSO, a companhia como estatal ainda apresenta limitações que podem ser otimizadas após a privatização”, em entrevista para a Forbes.

O ranking também contempla com Arezzo, Banco do Brasil, Totvs, Bradesco, Iguatemi, Itaú Unibanco, Simpar e Suzano.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado