Mercado Livre de Energia impulsiona setor elétrico brasileiro

(Foto: Empresário Rodrigo Mello, CEO da Kroma Energia)

A partir do próximo ano, o setor elétrico brasileiro passará por uma transformação significativa com a abertura do mercado livre de energia para consumidores de alta tensão. A mudança, autorizada pela portaria normativa 50/2022 do Ministério de Minas e Energia, permitirá a cerca de 106 mil unidades no país a liberdade de escolher seus fornecedores de energia.

Essa nova regulamentação possibilita que consumidores com demanda inferior a 500 kW comprem energia através de agentes varejistas regulados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Esse movimento é um grande passo para a competitividade e modernização do setor.

Líderes do setor, como Rodrigo Mello da Kroma Energia, veem isso como um avanço significativo. A migração para o mercado livre permite economias consideráveis, com preços muito mais baixos comparados aos do mercado cativo. Comerciantes, como padarias e supermercados, beneficiam-se dessa economia.

Empresas que já aderiram, como a Unimed Recife e o Grupo Iquine, reportam economias de até 30% em suas contas de energia. A liberdade de escolha e a possibilidade de adquirir energia limpa são aspectos altamente valorizados, contribuindo também para as metas de sustentabilidade das empresas.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado