JBS registra prejuízo de de R$ 263,6 milhões no 2º trimestre

Foto: J. Serafim Show/Divulgação

A JBS retoma o cenário de prejuízo líquido no segundo trimestre, reportando uma perda de R$ 263,6 milhões. Esse valor contrasta com a perda de R$ 1,45 bilhão registrada no primeiro trimestre, bem como com o lucro de R$ 3,9 bilhões alcançado no segundo trimestre do ano anterior, em um momento em que o contexto diferia, com uma oferta de animais mais sólida e um mercado consumidor mais robusto.

A empresa atribuiu esses resultados aos desafios prevalecentes no cenário global. O excesso de oferta de aves no mercado internacional impactou negativamente o desempenho de sua controlada, a Seara. Ademais, margens mais estreitas no setor de bovinos nos Estados Unidos, que detêm uma parcela significativa nos resultados consolidados da JBS, também contribuíram para a atual conjuntura.

Durante o segundo trimestre, a receita líquida atingiu a marca de R$ 89,38 bilhões, indicando um crescimento de 3,1% em relação ao trimestre anterior, contudo revelando um declínio de 3% em comparação ao mesmo período do ano passado.

A geração de caixa da companhia, mensurada pelo Ebitda ajustado, totalizou R$ 4,5 bilhões, apresentando um recuo de 57% na comparação anual, embora tenha exibido um notável aumento de 106,7% em relação ao primeiro trimestre.

No decorrer do trimestre, a margem Ebitda ajustada ficou em 5,0%.

No contexto brasileiro, a JBS Brasil, que agrega as operações de bovinos da empresa no país, registrou uma receita líquida de R$ 13,9 bilhões, representando um crescimento de 14,6% em relação ao primeiro trimestre, porém evidenciando uma diminuição de 0,9% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

A unidade Seara apresentou uma receita líquida de R$ 10,3 bilhões, alinhada ao desempenho do trimestre anterior, entretanto refletindo uma retração de 3,5% no comparativo anual.

A despeito das margens mais reduzidas, a divisão JBS Beef North America manteve sua liderança em termos de receita líquida do grupo, acumulando R$ 28,77 bilhões. Tal número representa um crescimento de 5,9% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Em sequência, surgem as divisões Pilgrim’s Pride, responsáveis por abranger os negócios de aves e produtos processados nos EUA, com uma receita de R$ 21,315 bilhões, apresentando uma queda de 6,4%. A divisão JBS Brasil registrou uma receita de R$ 13,986 bilhões, refletindo uma diminuição de 0,9%. Por sua vez, a Seara notificou uma receita de R$ 10,31 bilhões, apresentando um recuo de 3,5%. Em relação à JBS USA Pork, sua receita totalizou R$ 8,798 bilhões, representando uma retração de 15,3%. Por fim, a JBS Australia obteve uma receita de R$ 7,471 bilhões, evidenciando uma redução de 9,3%.

Apesar dos desafios enfrentados pelo mercado, a JBS persistiu com seus investimentos, destinando R$ 1,8 bilhão à expansão das operações, além de distribuir R$ 2,2 bilhões em dividendos. Como resultado, a empresa conseguiu manter a dívida líquida em dólares praticamente estável, conforme relatado pela própria empresa.

Ao encerrar o segundo trimestre de 2023, o endividamento líquido atingiu US$ 16,7 bilhões, apresentando um leve aumento de 1% em relação ao primeiro trimestre de 2023.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado